Santa Entrega: 3212.8000
hiv-prevencao
Saúde

Aids ou HIV? Descubra a diferença e saiba se proteger!

Não é raro encontrar alguém que, por falta de informação, confunde HIV e Aids. Infelizmente, esse erro só contribui para o aumento do preconceito e dificulta ainda mais o acesso ao tratamento adequado. Entenda melhor essa diferença logo abaixo:

O HIV é um tipo de vírus que ataca o sistema imunológico e leva ao desenvolvimento da chamada síndrome da imunodeficiência adquirida, mais conhecida como AIDS. As células mais atingidas são os linfócitos T CD4+. É a partir delas que o HIV pode se multiplicar e aumentar a infecção no organismo.

A diferença entre eles é que o HIV é o vírus que pode causar a AIDS, enquanto que a AIDS, propriamente dita, já é a doença crônica que se instala após anos de danos ao sistema imunológico. É possível que uma pessoa tenha o vírus HIV e não desenvolva a AIDS.

A AIDS é caracterizada pelo enfraquecimento do organismo frente aos agentes que causam doenças oportunistas. Na prática, isso quer dizer, que as nossas células de defesa ficam tão fracas que não conseguem defender o corpo de complicações que se aproveitam dessa situação. E isso pode variar: pode ser uma gripe, uma pneumonia, uma insuficiência renal e até mesmo um câncer. 

Quais são os sintomas?

hiv-sintomas

Alguns sintomas do HIV no corpo podem se confundir com outras doenças.

Em geral, a pessoa pode apresentar os primeiros sintomas de duas semanas a dois meses após a exposição ao vírus. No começo, o sistema imune responde ao ataque de uma forma muito comum. Os sintomas são facilmente confundidos com os de um resfriado, por exemplo. Ou seja, o indivíduo sente febre, dor de cabeça e dores no corpo. Mas isso some em questão de poucos dias e o portador do vírus HIV fica anos sem ser diagnosticado até ele finalmente desenvolver a AIDS.

Esta fase, conhecida como primária ou aguda, é perigosa porque é justamente nesse momento que a carga viral está bastante alta. Por isso, é importante manter os exames em dia. Fique atento, caso apresente sintomas como:

– Manchas vermelhas no corpo;
– Dor de cabeça acompanhada de dor nos músculos;
– Calafrios;
– Úlceras na região da boca e/ou da genitália;
– Sudorese noturna.

Confira também:
– HIV na gravidez:quais riscos a mãe oferece para o bebê?

Como ocorre a transmissão do HIV?

O sangue, o esperma e a secreção vaginal podem transmitir o vírus da imunodeficiência humana. Além disso, ele também pode ser contraído por meio do leite materno, num processo denominado de transmissão vertical. Para que a infecção aconteça, de fato, é preciso que o líquido contaminado penetre no organismo de uma pessoa saudável.

E esse contato ocorre por meio:
– De uma relação sexual desprotegida;
– Do compartilhamento de materiais perfurantes como seringas e agulhas;
– De uma transfusão de sangue contaminado;
– Da gestação, do parto e do aleitamento materno (considerando que a mãe está infectada);

Prevenção ao HIV

A melhor maneira de se proteger contra o (a) HIV / AIDS é trabalhar justamente em cima das formas de transmissão. Portanto, é indispensável:

– O uso da camisinha nas relações sexuais;
– A utilização de materiais cortantes descartáveis;
– Pôr luvas ao manipular feridas e líquidos corporais;
– Testar o sangue antes de realizar a transfusão;
– Iniciar o tratamento com antirretrovirais nos casos de mães HIV-positivas.

Gostou do conteúdo? Então sabe do que você vai gostar mais? Do nosso infográfico gratuito sobre vacinação. Nele, nós mostramos quais vacinas tomar em cada fase da vida. Destacamos também os cuidados após a vacinação.

Para acessar o conteúdo completo, basta clicar aqui.

Post a Comment

© Copyright 2018 | Todos os direitos reservados | Vanguarda Comunicação