Como começar uma reeducação alimentar sem sofrimento?

Como começar uma reeducação alimentar sem sofrimento?

O grande desafio de quem precisa mudar os hábitos alimentares é tentar fazê-lo sem sofrimento. Isso se explica pelo fato de o corpo já estar acostumado com determinadas substâncias, geralmente presentes nos alimentos considerados inimigos da saúde. Ao perceber a ausência delas por um certo período, o corpo pode ter reações que mexem com o estado emocional da pessoa, causando sofrimento.

Se você está tentando melhorar a saúde e busca começar uma reeducação alimentar, você está no lugar certo. Nesta matéria, nós vamos ensinar como incorporar novos hábitos alimentares sem causar aquele terrível sofrimento. Então, caneta e papel na mão e rumo a uma vida mais saudável!

Desconstruindo velhos conceitos

Só de imaginar o significado de reeducação alimentar, logo tendemos a associar à cortar calorias, deixar de comer o que gosta, comer comida sem graça. Para algumas pessoas é como a demonização dos alimentos, a obrigação de trocar tudo pela versão integral, light ou zero gordura. E, se nós dissermos que não é exatamente isso?

Entenda o que é reeducação alimentar

Começar uma reeducação alimentar tem muito mais a ver com mudança de hábitos do que com uma dieta totalmente restritiva, ou seja, tem como propósito a reorganização alimentar, claro, sem tortura! E para isso, é preciso pensar a sua relação com a comida.

E, para entender o que este hábito traz de bom, é necessário deixar para trás antigas crenças, o que faz muitas pessoas ficarem angustiadas na hora de montar um prato. É preciso abandonar a culpa e trazer de volta o prazer de comer.


Não esqueça de conferir também:

Conheça os 5 maiores benefícios da corrida para o corpo

Como adequar a alimentação para prevenir doenças do coração?


Equilíbrio é a palavra de ordem

Quem pensa que, para alcançar o peso ideal e uma vida mais saudável precisa mudar todos os alimentos da noite para o dia, está enganado. O jeito certo em busca desse objetivo é ter equilíbrio na hora de comer. E para isso, é preciso também ter paciência, pois os hábitos são construídos por meio da repetição, o que demanda tempo e dedicação.

Isso quer dizer que uma reeducação alimentar não se trata de listar o que pode, o que não pode, o que deve e o que não deve ser consumido. Pelo contrário! É aprender a comer tudo de forma mais moderada, sem peso na consciência ao final de cada refeição. Vamos aprender mais sobre como fazê-lo da melhor forma.

Seguem algumas orientações práticas

Invista nas comidas caseiras

Deixar de consumir alimentos industrializados e processados em geral é o primeiro passo para garantir uma vida mais saudável. Ao cozinhar em casa, você pode brincar com o paladar e incrementar nas suas comidas os legumes, frutas e verduras, além de experimentar colocar poucos ingredientes gordurosos e dosar a quantidade de sal.  

O ideal é que os ingredientes sejam de origem orgânica, aqueles produzidos sem agrotóxicos. Eles podem ser encontrados em feiras e comércios que fornecem produtos de origem em agricultura familiar.

Diminua o consumo de açúcar

Viver sem coisas doces e longe dos produtos que escondem açúcar na composição, como refrigerantes e carboidratos em geral, pode ser um verdadeiro desafio. No entanto, considerando que o nosso paladar é adaptável, ou seja, nos adequamos ao mais diversos sabores, é possível sim retirar gradualmente o excesso de açúcar que você consome ao longo do dia.

Uma dica válida para quem está começando é diminuir o consumo de tais substâncias e, aos poucos, substituí-los por versões mais saudáveis como o suco natural e massas integrais.

Aprecie o sabor dos alimentos

Trata-se de dar valor à qualidade do que à quantidade de comida no prato. Uma refeição, para ser saudável, precisa combinar a sua composição com um ritmo de consumo menos frenético. Em outras palavras, coma devagar, apreciando o sabor dos alimentos e respeitando os limites do corpo.

Assim, você vai perceber que o organismo não precisa de uma grande quantidade de alimentos para se satisfazer. Além disso, estabeleça horários para as suas refeições, de três em três horas, e tente respeitá-lo.

Tenha uma vida mais saudável

Como dissemos antes, não adianta mudar radicalmente seus hábitos alimentares da noite para o dia. O ideal é ir modificando o cardápio aos poucos, eliminando o que faz mal e adotando o que faz bem.

Você gostou das nossas dicas? Agora, é possível pensar em um novo conceito de reeducação alimentar. Com essas práticas, você vai conseguir melhores condições de saúde além, é claro, de alcançar o peso ideal. E, falando nisso, não deixe de ler sobre as 5 dicas incríveis para alcançar o peso ideal do jeito certo.