Como os pais podem ajudar as mamães durante a gravidez?

Ser pai é uma das experiências mais incríveis que existem, não é? Ter a chance de segurar aquele ser pequenino nos braços é mesmo uma sensação de amor e alegria indescritível. Mas antes desse momento chegar, não se esqueça dos nove meses de pura ansiedade e… dificuldades também para a mulher, caso o companheiro não colabore ao longo da gravidez.

Para mudar esse quadro, nós, da Santo Remédio, criamos esta matéria com o objetivo de incentivar a participação deles na gestação porque vamos combinar que a responsabilidade não é só delas, ? E isso tem de ficar bem claro!

1. Compreenda o seu papel de pai

gravidez-pai-bebe
É fundamental a participação do pai na fase de gravidez da mulher. 

Entender a importância de se fazer presente na vida do seu filho é fundamental para que a criança veja você como uma pessoa que faz parte da vida dela. Não se trata apenas de comprar berço, fraldas e roupinhas. Por isso, converse com a mamãe e mostre para ela que o compromisso de criar uma outra pessoinha tão especial é do casal, nem mais nem menos para nenhum dos lados. Pode ter certeza de que com a sua participação, tudo vai ficar mais leve.

2. Tire as suas dúvidas sobre gravidez

Não adianta se dispor a ajudar sem compreender como a gestação afeta a rotina da mulher. É preciso se informar, saber o que ela pode vir a sentir e ser capaz de prestar apoio nos momentos de emergência. Acompanhe a mãe do seu filho nas consultas médicas e aproveite para perguntar o máximo que puder. Quais exames serão necessários?; Existe alguma restrição alimentar?; De que forma o medicamento deve ser tomado?; etc.

É melhor estar bem informado:
Higiene do bebê: as principais dicas para limpar o seu filho

3. Respeite as (possíveis) alterações de humor da mulher

gravidez-pai-bebe-mae
O pai deve entender que, na gravidez, a mulher fica mais suscetível às ações dos hormônios. 

A barriga não é a única coisa que muda durante o tempo de gravidez, tá? Como o corpo da mulher foi inteiramente preparado e adaptado para gerar o bebê, os hormônios ficam uma loucura. Procure manter a calma, quando ela apresentar um comportamento que fuja um pouco do comum. Não bata de frente, prefira analisar a situação a fim de resolver o problema de forma tranquila. Elogie-a, leve-a para passear, faça uma massagem ou assista a um filme. Pronto, não faltam opções agora para combater o estresse. O bebê agradece!

4. Colabore nas tarefas de casa 

Nos últimos meses da gravidez, os movimentos da mulher costumam ficar limitados devido à proximidade do parto. As costas ficam doloridas, os pés inchados e as pequenas tarefas do dia a dia se transformam em grandes desafios diários. Portanto, nada de moleza. Auxilie na limpeza de casa, lave a louça, ofereça uma mãozinha na hora de preparar a comida, enfim, tome a iniciativa de proporcionar a ela mais conforto e comodidade.

Você também pode se interessar por:
5 conselhos preciosos para criar os filhos do jeito certo

5. Ofereça o seu suporte sempre

gravidez-bebe-pai-apoio
Compreensão e apoio do pai do bebê são fundamentais durante a gestação da mulher.

Não fique chateado, se a sua mulher não quiser sair ou fazer algum programa a dois de vez em quando. Tenha em mente de que agora as prioridades mudaram e cabe a você considerar essa realidade. Lembre-se de que é o bebê que necessita de cuidados e proteção agora, então é natural que a vida social da família mude um pouquinho por conta da gravidez. Em vez de ir a restaurante, por exemplo, por que não apostar na praticidade de um delivery? No lugar de um cinema, que tal ir de Netflix?

O que achou do conteúdo? Ficamos felizes por você ter chegado até aqui. Mas não pense que acabou, não, viu? Separamos uma outra matéria superespecial para você que vai ser pai e está ansioso para descobrir os cuidados certos com a criança. Clique aqui para acessar o conteúdo completo (e gratuito!).

Deixe uma resposta