Hepatite: Veja as perguntas mais frequentes sobre a doença

Hepatite é o nome dado para a inflamação no fígado. A doença precisa de bastante atenção, afinal, se não for diagnosticada e precocemente tratada, pode trazer sérios danos à saúde da pessoa. Podendo acometer pessoas de ambos os sexos e de todas as idades, os tipos de hepatite apresentam características distintas. Por ter vários tipos de características diferentes, entender a doença acaba se tornando um processo complexo e, por vezes, confuso. Neste post, você vai ver algumas respostas para as perguntas mais comuns sobre a doença para se manter bem informado na hora de se cuidar!

Você também pode gostar de ler:
Hepatite? Descubra o que é e quais são os sintomas da doença
As principais doenças que podem ser evitadas pela vacinação

Quais são os tipos de hepatite?

tipos-hepatite
São vários os tipos de hepatite e cada um deles exige cuidados específicos.

A hepatite apresenta formas diferentes de manifestação no corpo do indivíduo e pode ter sintomas, transmissão e tratamentos distintos. Por isso, a doença é divida em alguns tipos específicos que ajudam a caracterizá-la. É importante lembrar que a inflamação pode ser diagnosticada como aguda ou crônica. Para entender melhor sobre os principais tipos de hepatite, clique aqui. As hepatites estão divididas em:

– Hepatite A;
– Hepatite B;
– Hepatite C;
– Hepatite D;
– Hepatite E;
– Hepatite F;
– Hepatite G;
– Hepatite autoimune;
– Hepatite medicamentosa.

infografico-gratis-obesidade

Toda hepatite é contagiosa?

Não se preocupe, nem todos os tipos de hepatite são contagiosos. Mas as hepatites virais (A, B, C, D e E) podem ser transmitidas para outras pessoas, por isso é preciso ficar atento. As formas de contágio se dão por meio do contato com sangue contaminado, pelo ar, pelas relações sexuais sem proteção, etc. Para se prevenir adequadamente contra as hepatites virais, leia nossa matéria sobre o assunto.

Como eu posso descobrir que estou com a doença?

exames-hepatite
Um simples exame de sangue é capaz de detectar alterações que levam à hepatite.

Em geral, o diagnóstico da doença acontece por meio da realização de um exame de sangue, mas há casos em que é necessário realizar uma ultrassom abdominal e/ ou o paciente precisa ficar em observação. Como alguns tipos de hepatite são assintomáticos, é importante você faça um check-up, periodicamente, para prevenir que, caso instalada no seu organismo, a doença não se agrave.

Leia também:
Você sabe como se prevenir contra as hepatites virais?

Como eu posso me prevenir contra a hepatite?

Como falamos, os vários tipos de hepatite têm formas diferentes de chegarem ao organismo da pessoa, por isso, a prevenção para cada um deles também varia. Tomar as vacinas disponíveis para se proteger contra a doença é indispensável. Alguns hábitos podem prevenir todos os tipos da doença, como:

– Fazer sexo com proteção (os preservativos são ofertados gratuitamente nos postos de saúde);
– Não consumir alimentos e líquidos contaminados;
– Controlar o uso de medicamentos e o consumo de bebida alcoólica;
– Não compartilhar objetos perfurantes (como lâminas e seringas), etc.

Quais são os sinais de que estou com hepatite?

Mesmo com as particularidades da doença, existem alguns sintomas em comum. Eles podem se manifestar no corpo em forma de dores de cabeça e mal estar generalizado, inchaço abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura, enjoos e emagrecimento sem causa aparente, etc.

Como é feito o tratamento?

tratamento-hepatite
Abandonar maus hábitos como o tabagismo é fundamental para o sucesso do tratamento.

O tratamento para as hepatites pode ser diferente para cada caso. Basicamente, ele consiste em cuidados relacionados à alimentação, à proibição do consumo de bebidas alcoólicas, repouso e a condenação do uso de alguns medicamentos que podem ser piorar a situação do fígado. Nos casos mais graves, o paciente precisa ser internado e estar sob observação médica, constantemente.

Hepatite tem cura?

O tratamento para hepatite pode ser muito bem sucedido se o paciente seguir as recomendações médicas à risca. É preciso ter muito mais cuidado quando se trata do tipo crônico da doença. As chances de cura, na maior parte dos casos, felizmente, existem. E não há nada mais eficiente para que você faça um bom tratamento do que o diagnóstico precoce da doença. Então, mesmo que você não esteja sentindo nenhum sintoma, faça questão de contar com um acompanhamento médico regular.

Que bom que você chegou até aqui! Agora, você pode acessar GRATUITAMENTE o nosso guia completo sobre as perguntas e respostas mais importantes para quem quer entender sobre a hepatite.

Deixe uma resposta