Santa Entrega: 3212.8000
Quais são as ISTs mais comuns e como se prevenir da forma correta
Saúde da Mulher Saúde do Homem

Quais são as ISTs mais comuns e como se prevenir da forma correta

Com o carnaval se aproximando é hora de ficar de olho nos cuidados com a prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). Não há nada de errado em querer curtir e aproveitar as festividades com sexo. Entretanto, deve-se estar em alerta aos cuidados na prevenção dessas doenças, uma vez que algumas são assintomáticas e podem ter consequências sérias para sua saúde.

Pensando nisso, nós, da Santo Remédio, preparamos essa matéria para mostrar as ISTs mais comuns e mostrar como você pode se prevenir. Continue lendo nosso conteúdo para saber mais.

O que são ISTs?

As Infecções Sexualmente Transmissíveis são infecções causadas por fungos, bactérias ou vírus transmitidas de uma pessoa para outra através do ato sexual. Nem todas as doenças podem apresentar sintomas, e é por isso que fazer exames regularmente é essencial para manter uma boa saúde. Veja abaixo as ISTs mais comuns.   

Clamídia

A doença é causada pela bactéria Chlamydia trachomatis e pode ser congênita (passada de mãe para filho).  Em seu estágio inicial é comum não apresentar sintomas. Quando aparecem, os sinais podem ser fracos e passar despercebidos. A clamídia pode infectar o colo de útero, uretra e o reto.

Sintomas. A IST pode se manifestar através de ardência ao urinar, corrimento vaginal, sangramento intermenstrual, dor ou secreção no reto, dor abdominal, corrimentos e dores ao ter relações sexuais.

Sífilis

A IST é causada pela bactéria Treponema pallidum, comumente disseminada entre pessoas jovens. A doença se manifesta de diversas formas, mas em alguns casos, pode ser imperceptível. Se não tratada, pode se agravar ao longo dos anos, causando demência e doenças cardíacas.

Sintomas. A sífilis pode se manifestar, primeiramente, com uma ferida discreta no pênis, vulva, vagina, colo do útero, boca ou ânus. A ferida desaparece mesmo sem tratamento e é por isso que deve-se desconfiar de qualquer sinal e consultar um médico. Mesmo com o sumiço da ferida, a bactéria continua no sangue. Com o passar do tempo, o corpo pode apresentar manchas pelo corpo, aumento de gânglios linfáticos e lesões nos órgãos.


Não deixe de conferir também:

Aids ou HIV? Descubra a diferença e saiba se proteger!

O que os homens precisam fazer para cuidar da saúde?


Gonorreia

A doença é causada pela pela bactéria Neisseria gonorrhoeae, também conhecida como gonococo. Qualquer pessoa que tenha a prática sexual pode contrair a gonorreia. Em geral, a bactéria se prolifera em áreas quentes e úmidas do corpo, incluindo a uretra. No sistema reprodutor feminino pode ser encontrada nas tubas uterinas, o útero e o colo do útero.

Sintomas. No homem, a gonorreia causa dor e ardência ao urinar, secreção de pus pela uretra e dor ou inchaço em um dos testículos. Na mulher, os sintomas se manifestam com o aumento no corrimento vaginal, dor ao urinar, sangramento fora do período menstrual, além de dores abdominais e na pélvis.

Herpes Genital

A IST pode ser transmitida pelo contato com a pele de uma pessoa infectada que tem lesões visíveis (bolhas ou erupções). É possível, também, contrair herpes a partir do contato com a pele da pessoa infectada mesmo quando não há lesões visíveis. Além disso, é possível contrair a doença pela saliva e contato com fluidos vaginais.

Sintomas. Muitas vezes a doença pode ser assintomática. Quando se manifesta o corpo apresenta dores e irritação na genitália; manchas vermelhas e pequenas bolhas esbranquiçadas; úlceras nas partes íntimas, que podem sangrar ao urinar.

HIV/AIDS

O vírus  da imunodeficiência humana (HIV), causador da Aids, atinge as células do sistema imunitário, destruindo-as e tornando o corpo incapaz de se defender de outras infecções. A doença é transmitida através do sangue, fluidos vaginais, sêmen e leite materno e não tem cura. Entretanto, há tratamentos que prolongam a vida da pessoa infectada.

Sintomas. Vários sinais podem surgir com a queda da imunidade, porém há alguns mais comuns. Como febre, mal-estar, dores de cabeça, manchas vermelhas pelo corpo, dores nos músculos, erupções na pele, calafrios, sudorese noturna e úlceras orais e genitais.

Como se prevenir das ISTs?

Não há outra maneira de se prevenir das doenças a não ser com a abstinência ou com o uso do preservativo. Masculina ou feminina, a camisinha é o mais importante recurso de prevenção a doenças no contato sexual. Os preservativos podem ser encontrados para venda em farmácias e mercados. E são distribuídas gratuitamente em postos de saúde.
Agora que você já sabe sobre os riscos do ato sexual sem proteção, previna-se para curtir seu momento a dois sem preocupações. Continue no nosso blog e leia também Camisinha: veja as 5 dúvidas mais frequentes sobre o contraceptivo.

Post a Comment

© Copyright 2018 | Todos os direitos reservados | Vanguarda Comunicação