5 dicas que toda mãe de primeira viagem precisa saber

5 dicas que toda mãe de primeira viagem precisa saber

É normal que uma mãe de primeira viagem sinta um leve desespero com a proximidade da chegada do bebê. Afinal de contas, cuidar de uma criança recém-nascida não é uma tarefa fácil, principalmente para quem não tem experiência com a atividade.

Mas a maternidade não é um bicho de sete cabeças e com certeza, você vai dar conta do recado. Na verdade, essa é uma fase de grandes mudanças e você vai precisar de tempo para se adaptar a nova rotina.  Para ajudar você nessa tarefa, separamos algumas informações importantes. Confira!

Mãe de primeira viagem? 5 coisas que você precisa saber

1. Amamentar não é fácil

É normal que uma mamãe de primeira viagem tenha dificuldades em amamentar seu filho nos primeiros dias. Você nunca sabe se o bebê está mamando direito, mas sabia que existe a forma correta de amamentar?

Para que a pega esteja correta, o bebê deve ficar totalmente voltado para a mãe, com a cabecinha na altura do mamilo, barriga com barriga. Ele deve abocanhar não apenas o bico do peito, mas também a aréola ou grande parte dela.

Guia - Vacinação

2. É normal o bebê chorar 

Os bebês recém-nascidos choram muito e isso é mais comum nos primeiros três meses. E isso é totalmente normal, pois eles ainda estão se acostumando com o ambiente ao seu redor. Além disso, o choro é a única forma de comunicação de um bebê.

Ele pode chorar porque está cansado, irritado, com a fralda molhada, com fome, por causa das cólicas ou até mesmo porque quer colinho da mamãe. Com o tempo, você aprende a identificar os motivos do choro, mas nem sempre vai conseguir acalmá-lo. Nessas horas é preciso manter a calma, conversar muito com seu bebê e oferecer muito amor a ele.

Você também pode gostar de ler:
– Fraldas infantis: o que você precisa saber sobre esse item?
– Por que a amamentação é fundamental para a saúde do bebê?
– Tem bebê em casa? Então não deixe faltar esses 5 itens!

3. A alimentação da mãe de primeira viagem deve ser balanceada

Os cuidados com a alimentação são um fator muito importante para quem está amamentando. Isso porque os nutrientes absorvidos pela mãe são transferidos para o filho através do leite materno. Por isso, você deve evitar alimentos industrializados e comer bastante frutas, legumes e verduras.

Vale lembrar que alguns alimentos como feijão, ervilhas, nabo, brócolis ou couve-flor, por exemplo, podem contribuir para que o bebê tenha gases e cólicas. Por isso, eles devem ser consumidos com moderação. Se você gosta de chá, é bom evitá-lo, pois a bebida pode contribuir com as cólicas.

4. Como cuidar do umbigo do bebê

O cordão umbilical do bebê deve ser limpo com hastes flexíveis e álcool 70% sempre que houver secreção. E se você tem medo de machucar o bebê, não se preocupe, pois o coto não possui terminações nervosas. A única coisa que a criança vai sentir é o frio do contato com o álcool.

Depois da queda do coto, a limpeza deve seguir normalmente até que haja a cicatrização, que ocorre em um período de sete dias. Caso você note uma grande quantidade de pus em volta do umbigo, vermelhidão ou inchaço, pode ser sinal de algum tipo de infecção. Nesses casos, o médico deve ser consultado imediatamente.

5. Deixe o pai participar e o incentive a cuidar do bebê

Tem muita mãe de primeira viagem que tem medo de deixar o pai cuidar da criança nos primeiros dias. Mas o apoio dele é indispensável e você deve incentivá-lo a cuidar do filho logo nos seus primeiros dias de vida.

Além de ser uma oportunidade de você descansar, esse cuidado ainda vai estreitar os laços entre pai e filho, tão importante para a construção da autoestima de seu bebê durante a vida dele.

Gostou das dicas? A alimentação do bebê também influencia diretamente no desenvolvimento da criança, por isso, nós fizemos um post com 5 erros muito comuns na hora de alimentar as crianças.