Santa Entrega: 3212.8000
Saúde do Homem Sem categoria

O que é o câncer de próstata e o que pode causar a doença?

Tido como uma das maiores ameaças à saúde dos brasileiros, o câncer de próstata faz uma nova vítima a cada 40 minutos no país. E quem confirma esses números é o Instituto Nacional de Câncer (INCA), uma realidade difícil que poderia ser diferente, se os homens se protegessem mais. Afinal, um diagnóstico precoce garante um tratamento mais eficaz e oferece maiores chances de cura.

Como a prevenção nasce da informação, nós, da Santo Remédio, reunimos uma série de orientações nesta matéria para falar sobre o câncer de próstata. Vamos abordar os fatores de risco, os cuidados médicos mais indicados e o que fazer para deixar a saúde do homem ainda mais forte.

O que é o câncer de próstata?

O câncer de próstata é um dos que mais mata homens.

Ele é um tipo de câncer que atinge a região da próstata, uma glândula localizada abaixo da bexiga. É o segundo tumor mais comum entre os brasileiros e também um dos que mais matam. O desenvolvimento da doença ocorre, em geral, de forma muito lenta. Ou seja, na fase inicial o paciente dificilmente sente algum problema.

Outras matérias interessantes para você:
Futebol e alimentação: o que comer para manter o ritmo?
Quais sintomas podem indicar doenças no coração?

Porém com o passar do tempo, é mais provável de a pessoa sentir, por exemplo, certa dificuldade para urinar. O público mais afetado pela doença corresponde aos homens com mais de 50 anos, pois é nessa idade que as células cancerígenas se multiplicam de maneira mais rápida e se espalham para outros órgãos.  

Quais são os fatores de risco?

Entre as várias condições favoráveis ao surgimento do câncer, podemos destacar:

– O histórico familiar que pode triplicar as chances de desenvolver a doença. Com atenção especial para quem já teve um pai ou irmão (parentes de primeiro grau) com diagnóstico positivo.

– A alimentação com uma dieta rica em gordura e pobre em frutas e verduras.

– O sedentarismo que contribui para o surgimento de tumores ainda mais agressivos.

– A etnia porque as últimas pesquisas revelam que os negros e pardos são mais afetados, em comparação com os asiáticos que registram as menores taxas.

Quais são os principais sintomas?

Como dissemos um pouco mais acima, geralmente, na fase inicial o paciente não sente tanto assim os efeitos do câncer. Agora, nos estágios avançados da doença, a situação muda porque começam a aparecer:

Dor ou ardor ao urinar;

– Sensação de querer ir ao banheiro muitas vezes porque a bexiga está cheia;

– Desconforto ou até mesmo dor ao ejacular;

– Urina escura / com sangue.

Nas fases mais avançadas podem surgir também infecções e dor nos ossos.

Como o diagnóstico é feito?

gel-para-toque-retal

O exame mais recomendado pelos especialista é o de toque retal.

Os tumores podem ser descobertos com a ajuda de alguns exames, sempre acompanhados por um profissional capacitado. É o caso do:

– PSA, que é realizado por meio de um exame de sangue. Ele verifica a quantidade de antígeno prostático específico, uma substância produzida pela célula prostática, para constatar a presença do câncer de próstata. Além disso, esse exame também avalia a extensão da doença no organismo e monitora a resposta do paciente em relação ao tratamento.

Complemente a sua leitura:
Check-up: os exames essenciais para manter a saúde em dia

– Toque retal, um dos meios mais importantes para analisar alterações na próstata que podem ser um indicativo de câncer ou de uma hiperplasia benigna da próstata. Por meio dele, o médico consegue sentir com precisão o tamanho, a textura e o formato do nódulo no paciente. Rápido (demora não mais do que 15 segundos) e indolor, o exame do toque retal salva vidas.

Infelizmente, o preconceito impede que muitos homens se previnam, o que explica os altos índices de mortalidade.

Outros exames que complementam o exame de sangue e o toque retal são:

– A ultrassonografia pélvica que determina a necessidade de uma biópsia prostática transretal;

– A Sonda de Ressonância do Tecido Interferômetro que detecta tumores (malignos ou não) na próstata.

Como se prevenir?

Não tem muito mistério para se prevenir contra o câncer de próstata. Basicamente, homens com mais de 50 anos precisam se consultar regularmente com o urologista e manter os exames em dia. Vale reforçar que os sintomas não costumam aparecer na fase inicial, por isso muitos deixam para iniciar o tratamento nos estágios mais avançados da doença, o que diminui as chances de cura.

banner-obesidade

Caso o paciente tenha mais de um parente de primeiro grau com o diagnóstico positivo da doença, os cuidados precisam ser redobrados a partir dos 40 anos. A prática de exercícios físicos todos os dias é fundamental e o consumo de alimentos saudáveis auxilia no controle do peso.

Gostou do conteúdo? Então sabe do que você vai gostar mais? Do nosso infográfico que reúne as principais dicas para manter o colesterol sob controle. Para ler o conteúdo completo, basta clicar aqui.

Post a Comment

© Copyright 2018 | Todos os direitos reservados | Vanguarda Comunicação