Os suplementos vitamínicos substituem as frutas e verduras?

suplementos-vitaminicos-frutas-risco-saude

A vida moderna proporcionou a facilidade em adquirir vitaminas e minerais na forma de cápsulas e comprimidos. Muito boa essa facilidade, não é? Nem sempre! O uso desnecessário de suplementos vitamínicos podem apresentar um grande risco à saúde e sua absorção não é semelhante a de alimentos naturais.

Pensando nos cuidados da sua saúde, a Santo Remédio preparou essa matéria para alertar sobre o consumo de suplementos vitamínicos e sua desnecessidade na substituição quanto às frutas e verduras. Leia mais.

Os suplementos substituem a ingestão de frutas e verduras?

De jeito nenhum! Os suplementos, como o próprio nome já diz, é para complementar uma dieta. E isso apenas em casos que o organismo tenha dificuldade de absorver alguns nutrientes. Acha difícil seguir uma dieta adequada? Enquanto nosso corpo precisa de gramas de carboidratos e proteínas, as vitaminas são ingeridas em miligramas.

Mesmo que na teoria o consumo de vitaminas pareça mais fácil, na prática as pessoas se acostumaram com alimentos industrializados, como pães e biscoitos, que dificilmente contém algum tipo de nutriente.

O suplemento, mesmo que para facilitar a vida das pessoas, não pode ser utilizado de forma padronizada, uma vez que cada pessoa possui uma necessidade diferente de composição para suprir carências nutricionais. Além disso, alguns suplementos contém substâncias que não combinam e atrapalham a absorção da outra e podem apresentar riscos à saúde.

Consequências do excesso de vitaminas

suplementos-vitaminicos-frutas-verduras
O excesso de suplementos pode levar a derrames e doenças sérias como o câncer

Especialistas afirmam que pessoas bem nutridas não têm necessidade de tomar suplementos vitamínicos ou minerais. A vitamina C, por exemplo, muito conhecida na prevenção de gripes e resfriados pode se apresentar como um risco à saúde. Seu excesso no organismo pode provocar cálculos renais, distúrbios gastrintestinais e incômodo na bexiga pela ação ácida que tem na urina.

Já a vitamina E pode causar alterações na coagulação, dor de cabeça crônica e até derrame. A vitamina E já foi vetada no tratamento de Alzheimer, pois estudos médicos provaram que seu efeito em nada tem associação à melhora da memória.

E o que falar do betacaroteno, muito conhecido pela sua conversão à vitamina A? A vitamina, se ingerida de frutas e legumes, diminui o riscos de doenças cardiovasculares. Entretanto, quando suplementada e tomada em excesso, aumenta o risco de câncer no pulmão. Por isso, fique alerta!

Não deixe de ler:

Como adequar a alimentação para prevenir doenças do coração?

5 alimentos indispensáveis para aumentar o colesterol bom

Casos indicados para suplementação de vitamina

Embora com restrições dos profissionais de saúde quanto ao uso do suplemento, é importante alertar que há casos necessários para o bom funcionamento da saúde que depende de suplementação vitamínica. Veja que casos são esses.  

Vitamina B12. A carência dessa vitamina pode provocar déficit de memória. Há casos que são confundidos com início de Alzheimer, quando na verdade são lapsos decorridos da deficiência de vitamina B12. Para isso, é preciso de um aval médico sobre os esquecimentos. A reposição da vitamina geralmente é feita através de injeções para facilitar sua absorção.

Vitamina D. A indicação dessa vitamina é para portadores de osteoporose, uma vez que é a vitamina D que mantêm o metabolismo do cálcio. Sua deficiência pode causar o desenvolvimento de doenças como diabetes tipo II, esclerose múltipla e doença inflamatória intestinal. A necessidade da suplementação de vitamina D é aumentada a cada ano em consequência dos hábitos da vida moderna. Como a menor exposição ao sol a fim de evitar o câncer de pele.

Ácido fólico. Conhecido também como vitamina B9, o ácido fólico é indicado para grávidas e tentantes. A vitamina serve para prevenir defeitos na estrutura embrionária do bebê. Desde o cérebro até a medula espinhal. Sua falta pode causar complicações gestacionais e atraso no desenvolvimento infantil.

Frutas e verduras que você pode aproveitar!

suplementos-vitaminicos-frutas
As frutas e verduras podem ser melhores alternativas aos suplementos vitamínicos

Não há necessidade de comprar diversos suplementos quando eles podem ser consumidos in natura e em vários sabores. Confiras algumas frutas e verduras que você pode tirar bom proveito.

Maçã. Contém pectina, potássio, vitaminas B1 e B2. Além de sais minerais, como fósforo e ferro;

Melancia. Vitaminas A e B e muito hidratante, já é composta de 80% de água;

Abacate. Rico em vitamina E. Apesar da fama de “oleoso”, sua gordura monoinsaturada eleva o colesterol bom;

Laranja. Possui vitamina C, manganês, potássio e magnésio;

Alface. Vitamina A, cálcio e fibras;

Repolho. Fonte de vitamina C e fibras;

Espinafre. Contém vitaminas A e C, além de cálcio, potássio. fósforo, ferro, folato e fibras;

Rúcula. Rico em cálcio, ferro, magnésio, fósforo, fibras e vitaminas A e C.

Esse conteúdo foi útil para você? Queremos sempre trazer as melhores matérias para que você possa cuidar da sua saúde. Que tal conferir os 5 piores riscos de tomar medicamentos sem orientação? Aposto que você irá se surpreender!

Deixe uma resposta