10 dicas valiosas para sair da crise de asma

8 orientações para lidar com uma crise de asma

A asma é uma doença que afeta pessoas de todas as idades. Ela é um mal crônico que surge por conta da inflamação das vias respiratórias, o que causa dificuldades na respiração. Quem sofre do problema sabe como é desesperador passar por uma crise de asma e não saber como agir ou não ter alguém por perto para ajudar. Nesta matéria, você fica por dentro de algumas dicas para lidar com esses momentos.

O que causa a asma?

Muitas vezes os causadores da asma podem estar ligados a fatores genéticos e ambientais que interagem e findam ocasionando a doença. Confira alguns deles:

  • Casos de asma na família;
  • Ter doença alérgica;
  • Substância que causa alergia;
  • Medicamentos;
  • Nascimento prematuro ou mãe fumante durante a gestação.

O que fazer nos piores momentos de crise de asma?

1. Acalme-se

Caso você esteja passando por essa situação, sente em uma posição confortável e tente se acalmar. Muitas vezes a crise fica mais séria, pois a pessoa se desespera e não consegue controlar a situação. Então nesse momento, por mais difícil que seja, tente ficar calmo!

2. Incline-se para frente

Você pode colocar os cotovelos repousados nas costas de uma cadeira, isso ajuda com que o ar circule com maior facilidade pelos pulmões. Então lembre-se dessa posição, caso precise utilizá-la.

3. Verifique seus remédios

As pessoas que sofrem de asma devem manter os remédios prescritos pelo médico sempre em um lugar próximo e acessível. Se eles estiverem guardados num lugar ruim, é provável que você não consiga alcançá-los. Por isso, deixe a bombinha ou outros tipos de medicamentos sempre por perto.

Veja a Santa Dica sobre o assunto com o Clínico Geral Arthur Guerra:

4. Faça uma massagem cardíaca

Massagear a área do coração ajuda a mantê-lo funcionando até a ajuda chegar. Então se a crise estiver muito forte, você pode começar uma massagem para que melhore a situação, mas se não conseguir fazer isso, chame por alguém rapidamente!

Não deixe de conferir também:
– Como as atividades físicas auxiliam no tratamento da asma?
– Rinite alérgica: quais as causas, sintomas e tratamento?

5. Fique parado

Mesmo estando em uma posição confortável, você precisa ficar parado para que o corpo não gaste rapidamente o pouco oxigênio que está entrando pelos pulmões. Por isso, quando estiver passando por uma crise, não se esqueça de se acalmar e ficar parado.

6. Chame uma ambulância

Se você não conseguir se acalmar ou não tiver nenhum remédio para asma, chame uma ambulância imediatamente! Se estiver com alguém nesse momento, peça ajuda dessa pessoa e vá o mais rápido possível para o hospital.

Como evitar uma crise de asma?

Para evitar a crise de asma é importante identificar os fatores que podem iniciá-la e evitá-la em seu dia a dia. Alguns dos mais comuns são: poluição, alergia, ar frio, poeira, entre outros. Então tente ao máximo não entrar em contato com esses itens prejudiciais ao seu problema.

Além disso, manter um tratamento indicado pelo profissional médico pode fazer com que a asma suma por bastante tempo. Uma dica excelente é manter a bombinha extra por perto, no caso, você pode deixá-la na bolsa, no trabalho ou em lugares que você frequenta constantemente. Mesmo que às vezes ela não seja necessária, o importante é tê-la por perto.

Acompanhe as nossas dicas de prevenção:

7. Cuide mais da alimentação

Comer peixe, verduras e legumes são aliados na prevenção das crises de asma – e no descanso das bombinhas. A razão por trás disso está na abundância de antioxidantes detectados nos vegetais, além do ômega – 3, a gordura boa dos pescados. Por outro lado, exagerar na gordura saturada, no sal e no açúcar torna a asma mais grave. O ideal é que esses alimentos sejam consumidos sem tantos condimentos.

Alguns alimentos para incluir no cardápio:

  • Soja;
  • Grão de bico;
  • Ervilha;
  • Feijão carioca;
  • Cereal a base de trigo;

Alimentos com boas quantidades de fibra modificam a flora intestinal, culminando na multiplicação de bactérias boas no organismo. Elas, por sua vez, desempenham várias funções como ajudar na formação de ácidos graxos capazes de reduzir processos inflamatórios, melhorando as vias aéreas.

8. Pratique mais atividades físicas

Os exercícios físicos fazem uma grande diferença na qualidade de vida de quem sofre com asma. Incluir uma caminhada, corrida ou algum esporte mais leve na rotina ajuda a trabalhar melhor a capacidade dos pulmões. Essas opções podem ser feitas em qualquer hora do dia, mas de preferência pela manhã ou tarde.

Outra atividade bastante recomendada é a natação. A explicação para isso é que os exercícios na piscina ajudam a trabalhar a respiração, aumentando a capacidade respiratória do indivíduo.

9. Evite exposições de risco

  • Cigarros e fumaças

Quem tem hábito de fumar deve largar o cigarro imediatamente, assim como quem é fumante passivo precisa evitar exposições. Os elementos químicos presentes no produto favorecem as inflamações na vias respiratórias. Ou seja, mesmo se o asmático não fumar, ele pode ser prejudicado pelo fumacê dos outros.

  • Animais de estimação

Não é apenas o pelo do bicho que pode deflagrar o surto. Segundo informações da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a descamação natural da pele do animal, além de sua saliva e urina são capazes de atuar como gatilhos para a asma. Mantenha distância dos bichos de estimação!

  • Locais sujos

Existem diversos bichinhos microscópicos em nossas roupas, cama, travesseiros, fronhas… Os excrementos desses bichinhos pioram a asma e a inflamação dos brônquios, segundo a SBPT. Eles também são encontrados nos carpetes, bichos de pelúcia, papeis e lugares sujos. Por isso, é fundamental manter a limpeza da casa em dia!

10. Melhore seu estilo de vida

Quem convive com a asma pode até pensar que levar uma vida como qualquer pessoa é impossível, porém isso é um grande erro! Mesmo que haja alguma limitação, é possível conseguir fazer tudo o que você quiser.

Basta sempre manter os cuidados certos e o acompanhamento médico necessário, por isso não hesite em procurar alguém que o ajude. O importante é saber lidar com sua doença e aproveitar a sua vida da maneira mais saudável possível.

Gostou do nosso conteúdo? A Santo Remédio está sempre preocupada com a sua saúde. Por isso, o nosso blog está cheio de conteúdos importantes para ajudar você e sua família a como agir em diversas situações. Não deixe de conferir também: Gripe ou resfriado? Entenda a diferença e saiba como se prevenir.