Santa Entrega: 3212.8000
bebe-recem-nascido-vacinacao
Saúde do bebê Sem categoria

Saúde do bebê: a importância da vacinação durante a gravidez

Ao contrário do que muita gente pensa, ao engravidar, a mulher não deve deixar de tomar vacinas. Tão importante quanto uma boa alimentação e a prática supervisionada de exercícios físicos, a vacinação durante a gestação pode evitar doenças e malformações na criança. O acompanhamento médico se faz necessário porque inclui medidas importantes para uma gravidez tranquila e longe do perigo.

Nesta matéria, nós, da Santo Remédio, vamos mostrar o porquê da importância da vacinação durante a gravidez para saúde do bebê. Continue a leitura e previna-se!

Como anda a sua saúde?

É certo que uma gravidez pode ocorrer mesmo em condições não tão boas de saúde. Mas o problema está justamente na possibilidade de transmitir a doença para o feto, o que pode prejudicar tanto a saúde mãe quanto a do bebê. Em geral, o Sistema Único de Saúde SUS oferece gratuitamente a imunização contra as doenças. Mas você já sabe quais são as principais vacinas para a gestante? Veja no próximo tópico.

Confira também:
As vacinas indispensáveis antes de viajar
Por que a Vacina BCG é tão importante para o bebê?

Saúde do bebê: conheça as principais vacinas

gravida-tomando-vacina

O SUS oferece as vacinas gratuitamente nas unidades de saúde.

– Tríplice bacteriana: produz imunidade contra a difteria, tétano e coqueluche, doença que vem crescendo nos últimos anos no Brasil, motivo pelo qual tem sido recomendada a aplicação nas mulheres grávidas entre 27 e 36 semanas. As pessoas próximas a gestante também devem ser imunizadas para proteger o recém-nascido.

– Influenza: Dependendo do tipo da gripe, ela pode causar pneumonia e insuficiência respiratória, podendo causar o parto prematuro ou a morte na gravidez. Por isso recomenda-se que a gestante tome a vacina influenza indicada para prevenir a doença conforme orientação médica.

– Hepatite B: podem acometer as grávidas e, caso ocorra, o bebê pode ser infectado. Nas mães ela causa dores musculares, náuseas e mal-estar. No bebê, há risco de cirrose hepática e câncer hepático na fase adulta. Recomenda-se que a mulher tome a primeira dose da vacina a partir do segundo trimestre de gravidez.

Em caso de risco iminente…

o médico pode indicar outros tipos de vacina para prevenir doenças como:

– Febre amarela;

– Raiva;

– HPV;

– Poliomielite;

– Vacina pneumocócica polissacarídea:

– Vacina meningocócica polissacarídea.

vacinacao

Existe risco para a grávida?

Não, inclusive são recomendadas. Como já dissemos antes, algumas delas são fundamentais para uma gravidez tranquila. Mas é claro que, antes de tomar qualquer remédio ou vacina, é importante consultar um médico para verificar se a pessoa está em plenas condições de receber as doses. E falando em risco, sabia que algumas vacinações são proibidas para gestantes?

Atenção para as vacinas PROIBIDAS para as gestantes

Antes de tomar qualquer remédio ou vacina, é importante a mulher ter certeza que não está gerando uma criança. Do contrário, existe sim a possibilidade das imunizações prejudicarem a saúde do bebê. E falando nisso, algumas delas são realmente prejudiciais e proibidas para gestantes: BCG, tríplice viral, contra pólio, rubéola, catapora, caxumba e sarampo.

Agora que você já sabe a importância da vacina para a mulher e para a criança, esteja atenta ao calendário de vacinação do Ministério da Saúde. Seguindo direitinho as orientações, os riscos de contrair alguma doença são diminuídos drasticamente. Leia também: As principais doenças que podem ser evitadas pela vacinação.

Post a Comment

© Copyright 2018 | Todos os direitos reservados | Vanguarda Comunicação