10 hábitos rotineiros que podem prejudicar a saúde do coração

Nós temos muitos cuidados com o cabelo, com a pele e com o peso, por exemplo, mas nem sempre temos essa preocupação com a saúde do coração. Alguns hábitos podem fazer muito mal ao nosso amigo do peito mesmo e às vezes nem sabemos disso.

Pensando em alertar você sobre isso, listamos 10 coisas que você deve evitar fazer pára continuar com a saúde 100%

1. Pular o café da manhã

Que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, todo mundo sabe. Mas ainda assim é muito comum que as pessoas não o façam, pelo menos não como deveria.

Pular o café da manhã e ir direto para o almoço, por exemplo é extremamente prejudicial à saúde. E comer salgados e frituras no lugar de uma refeição adequada então… Pior ainda.

Não é necessário que seja feito um grande ingestão de alimentos pela manhã, mas tomar um café com pão apenas, auxilia o organismo a manter-se preparado para as atividades do dia.

E, não tomar o café da manhã aumenta a gordura corporal e o colesterol, o que pode adoecer o seu coração.

2. Exagerar no sal e no açúcar

A quantidade recomendada para o consumo de sal pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é cinco gramas por dia, mas sabe quanto o brasileiro ingere nesse mesmo período? O dobro! Quando falamos sobre o açúcar, o resultado é parecido: 50% a mais do que o aconselhável. As consequências não podiam ser piores com destaque para o aumento da pressão arterial, o desenvolvimento da obesidade e o aparecimento da diabetes tipo 2.

Leia mais:
– Colesterol alto: 5 doenças graves causadas pelo problema
– Saiba como proteger o coração durante jogos de futebol

3. Não dormir o suficiente

Não é novidade para ninguém, mas não custa repetir: você precisa dormir, no mínimo, 7 horas por dia, senão é bem capaz de sofrer de problemas como obesidade e diabetes. Quando dormimos, a pressão arterial é reduzida e a frequência cardíaca também diminui, então se o corpo não descansa de verdade, o órgão acaba sobrecarregado, acometendo a saúde do coração.

4. Consumir bebidas alcoólicas em excesso

Cirrose hepática e hipertensão arterial são só algumas das complicações que podem acometer o seu coração, caso você perca o controle sobre o tanto que bebe por aí, tá? Bateu aquela vontade? Então vá de vinho que possui flavonoides, substâncias antioxidantes muito poderosas para a nossa saúde. E mesmo assim, não passe da conta: uma taça (mulheres) ou duas (homens) por dia já é/são mais do que suficiente(s) para matar o desejo sem danificar o seu amigão.

5. Viver estressado e/ou ansioso

Dica um tanto quanto difícil, principalmente, para quem mora em grandes cidades, saber lidar com o estresse é mais do que necessário para evitar que o corpo libere níveis altos demais de cortisol e adrenalina que fazem com que a saúde do coração vá para o beleléu. E a explicação está no fato de eles aumentarem a frequência cardíaca, o que pode culminar em um ataque do coração e até levar à morte.

6. Fumar

Portanto, não espere muito tempo para parar de fumar porque o cigarro pode ser pequeno no tamanho, mas é bem grande, se nos referirmos aos problemas que ele pode causar. Entre eles, destacamos a aceleração da pulsação que provoca irregularidades no ritmo do batimento cardíaco.

Além disso, o fumo agride a parede interna dos vasos sanguíneos e interfere na contração e no relaxamento do coração, gerando uma maior dificuldade para o sangue circular.

7. Alto consumo de carne vermelha

A gordura da carne vermelha é uma grande fonte de colesterol, pois é rica em sódio, nitratos e gorduras saturadas que em excesso podem se tornar grandes inimigas da saúde do coração.

Os malefícios desse alimento estão mais ligados ao seu consumo excessivo que está associada ao aumento dos níveis de colesterol, da pressão arterial e do risco de câncer.

Não é necessário tirar esse alimento de vez do seu cardápio, antes de qualquer medida, o ideal é que um nutricionista seja consultado.

8. Saúde dental frágil

Provavelmente você deve estar se perguntando: “mas o que isto tem a ver com a saúde do coração?”. Bom, na verdade, tem tudo a ver. Sabemos que pode até não parecer, mas algumas bactérias encontradas em infecções dentárias ou gengivites podem causar infecções na parte interna do coração. Além disso, algumas bactérias podem até mesmo destruir a válvula cardíaca ou levar a uma infecção generalizada.

9. Beber água insuficiente

A falta de hidratação é um grande problema para todo o organismo, mas pode ser prejudicial inclusive para a saúde do coração. Pessoas desidratadas podem ter o volume de sangue menor que o normal, o que acaba atrapalhando o funcionamento do coração.

Durante as atividades físicas é mais importante beber água. Caso contrário é possível que ocorra uma queda da pressão arterial e aumento da viscosidade do sangue, tornando o trabalho do coração mais difícil.

A falta de hidratação aumenta a frequência cardíaca durante o exercício e sobrecarrega o coração.

10. Sedentarismo

Dicas importantes para você deixar de ser uma pessoa sedentária

Não praticar exercícios pode acarretar diversas doenças pára o coração. O sedentarismo atinge cada vez mais pessoas e com toda certeza ele é um inimigo do coração saudável.

Por isso é importante à prática de exercícios. E quando falamos de exercícios físicos, nem sempre está relacionado necessariamente à prática de esportes. As atividades físicas podem fazer parte do seu dia a dia como em caminhadas até o trabalho, trocar o elevador pela escada ou pedalar. O importante na verdade é se mexer. Então não fique parado e corra atrás de uma saúde de ferro.

O que achou do conteúdo? Conhecia todos esses riscos? Agora, que tal continuar a sua leitura com o nosso guia super especial (e grátis!) Colesterol: confira as dicas fundamentais para mantê-lo sob controle. Nele, destacamos as maiores doenças causadas pelo colesterol alto, a troca alimentar ideal para controlar ou reduzir os níveis de gordura e muito mais! Para acessar o conteúdo completo, é simples, basta clicar aqui.

Compartilhar