Aftas: o que elas dizem sobre a sua saúde?

Todo mundo, pelo menos uma vez na vida, já sofreu com o incômodo que as aftas causam. Ações simples, como mastigar, engolir e até falar são afetadas quando essas lesões bucais aparecem.

Mas afinal, quando as aftas surgem, é sinal de quê? Como tratar e evitar que elas apareçam? Confira no nosso artigo o que elas podem dizer sobre a sua saúde. Vamos começar!

Você pode gostar de:

– Como o mau uso de antibióticos prejudica ainda mais a saúde? 

Quando as aftas aparecem

Antes mesmo de nascer, já dá para sentir o incômodo. Também chamadas de úlcera oral ou estomatite aftosa, as aftas são lesões comuns e superficiais que aparecem na mucosa labial – língua, lábios, gengiva e garganta. Normalmente de tamanho pequeno, podem variar na quantidade de feridas que aparecem por vez, mas não são contagiosas. 

São feridas chatas, de cor branca ou amarelo claro, com bordas avermelhadas, medindo cerca de 1 centímetro. Geralmente aparecem sozinhas, uma única vez, mas é comum ter episódios frequentes, dependendo da causa. 

A maior parte das aftas nascem sem uma causa específica bem definida, mas existem alguns fatores que podem estar associados ao surgimento dessas lesões dolorosas:

  • desequilíbrio do sistema imunológico;
  • trauma local;
  • deficiência de nutrientes, como ferro, vitamina B2 e B9;
  • infecção por HIV;
  • alimentação;
  • estresse;
  • problemas gastrintestinais; e 
  • desequilíbrio hormonal. 

A alergia alimentar – refrigerante, noz, abacaxi, tomate e outras frutas cítricas – piora o quadro. Nesses casos, o ideal é procurar um estomatologista, especialista da odontologia que trata e diagnostica doenças da boca.

banner-autocuidado

 

Tempo de duração das aftas

Assim como surgem, elas vão embora e não deixam cicatrizes. O período varia entre 7 e 15 dias, tudo vai depender do tamanho das aftas. 

Caso persistam por um período superior ao mencionado, o recomendável é procurar orientação médica para descartar a possibilidade de câncer de boca, principalmente se existe histórico de tabagismo. 

Cuidados importantes no dia a dia

A frequência de escovação não influencia no aparecimento das aftas, no entanto é inegável que a higiene bucal é importante para a manutenção da saúde. Se há aftas presentes, algumas medidas podem ajudar a acelerar o processo de cicatrização.

Evite alimentos duros. Durante a mastigação, fragmentos desses alimentos podem machucar as aftas. 

Diminua ou corte o consumo de alimentos ácidos, apimentados, café, chocolate e refrigerantes enquanto houver lesões.

Para uma cicatrização mais rápida, enriqueça a alimentação com folhas verde escuras – para regular o sistema imunológico, durma bem e mantenha a boca sempre limpa. 

Se você usa aparelho ortodôntico, dá para evitar o atrito entre os braquetes e a gengiva com cera ortodôntica. 

A escovação dos dentes deve ser feita com delicadeza e diariamente, mesmo que sinta dor. O acúmulo de bactérias certamente não vai ajudar na cura rápida das aftas, portanto não deixe de realizar a higiene da boca. Com jeitinho, tudo é possível.

Tratamento para aftas

Você já sabe que elas somem sem precisar de ajuda, mas os tratamentos ajudam a aliviar os desconfortos das aftas.

Se você é adepto dos tratamentos caseiros, anote as dicas:

Faça bochechos com solução de uma colher de leite de magnésia ou bicarbonato de sódio diluído em um copo de água. Também funciona aplicar com cotonete um pouco de água oxigenada 10 volumes diluída em água.

Se preferir tratamentos médicos, existem pomadas para reduzir a inflamação e a dor e também laser de baixa potência. Ambos dependem exclusivamente da avaliação e recomendação de um profissional e também da gravidade das lesões.

Gostou do nosso conteúdo? Você viu no material o que são as aftas, como elas surgem e como cuidar da boca enquanto elas estiverem presentes. E já que estamos falando sobre isso, recomendamos a leitura do nosso material sobre:

– Saúde bucal: como cuidar dos dentes da criança do jeito certo?

Compartilhar