Alergia a medicamentos: porque acontece e como identificar

Uma coceira repentina pode indicar o início de uma séria reação alérgica. Bastam poucos minutos ou horas até a coceira evoluir para manchas na pele e a condição se agravar o suficiente para ser fatal, quando há o fechamento da glote e impedindo a respiração.

Só quem já passou por esse sufoco entende o quanto a alergia a medicamentos é conversa séria. Continue lendo a matéria para entender como acontecem as alergias e como identificá-las.

Efeitos colaterais x alergia

Reação alérgica não pode ser confundida com efeito colateral. Eles são a manifestação das substâncias ingeridas no organismo. Essas reações medicamentosas estão previstas na bula e podem incluir:

  • tonturas
  • dores de cabeça
  • sonolência
  • vômito
  • queda de cabelo
  • rachaduras na pele
  • erupções cutâneas
  • amnésia temporária

Você pode se interessar por:
– Como o mau uso de antibióticos prejudica ainda mais a saúde?

Já a alergia são reações adversas. São quaisquer efeitos nocivos às substâncias presentes nos medicamentos. É sempre de caráter adquirido, uma pessoa pode nunca ter sido alérgica e de repente se tornar.

Quase todos os medicamentos podem provocar reações adversas. É importante ficar atento à resposta do tratamento no organismo, pois as reações imuno-alérgicas podem impedir a continuidade do tratamento da doença.

Alergia a medicamentos: porque acontece e como identificar

Sintomas de uma reação alérgica

Elas variam de pessoa para pessoa e podem se manifestar de maneira discreta, como descrito no início do texto, em forma de uma leve coceira nos olhos.

No entanto podem se manifestar de maneira grave, inclusive serem potencialmente fatais. Como são imprevisíveis, se faz necessário um acompanhamento com um médico especialista.

O alergista é quem vai tirar as dúvidas e tratar o quadro. Exames específicos podem ser solicitados para diagnóstico e monitoração do quadro. Assim evita-se o transtorno de ser pego de surpresa por uma reação alérgica.

Confira os sintomas mais comuns

  • erupção;
  • coceira;
  • urticária;
  • inchaço (angioedema);
  • asma;
  • rinite;
  • diarreia;
  • dor de cabeça;
  • cólicas intestinais.

Somente um médico especialista conduzir com segurança ao apresentar um quadro de alergia a medicamentos. Que fique claro: nenhum medicamento é totalmente seguro e somente um profissional pode avaliar o risco benefício antes de proceder com o tratamento e nos casos de suspeição de alergia medicamentosa.

Ocasionalmente efeitos colaterais, inclusive alérgicos, podem surgir. Então, ao menor sinal de reação alérgica, procure um médico. E lembre-se, não tome medicamentos por conta própria ou interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

ATENÇÃO: este material é de uso exclusivamente informativo e não substitui a consulta médica.

Você viu até aqui como se manifestam e como identificar um quadro de alergia a medicamentos. Que tal aprender agora sobre Rinite alérgica: quais as causas, sintomas e tratamento?

Compartilhar

Deixe uma resposta