Alimentos para imunidade: o que comer durante o isolamento social?

Alimentos para imunidade: o que comer durante o isolamento social?
Compartilhe:

Em tempos de isolamento social, muita coisa tem mudado nas nossas rotinas, não é mesmo? Ficar em casa parado pode significar para muitos o enfraquecimento do organismo. Mas a alimentação pode ajudar nesse sentido. Você sabe quais os melhores alimentos para imunidade?

Este é o tema que nós vamos tratar neste artigo. Afinal, preservar a saúde é o que mais importa em épocas de pandemia. Que tal aprender conosco um novo hábito alimentar? 

Confira!

Sedentarismo e má alimentação

Dois grandes perigos para a imunidade são o sedentarismo e a má alimentação. Quando combinados, o organismo fica ainda mais suscetível às doenças virais, como o Coronavírus, por exemplo. 

É claro que ainda não há imunização contra a doença, contudo, pela recomendação do isolamento social, não custa nada apostar nos alimentos que ajudam o corpo a ficar mais resistentes. 

Então, além de praticar pequenas atividades físicas em casa mesmo, é muito importante reforçar a alimentação. Estamos falando de um hábito que faz toda a diferença, contribuindo ainda para manter o corpo em forma. 

O que mesmo é a imunidade?

Imunidade é o nome que damos à capacidade do organismo de se defender de invasores, como vírus, bactéria e fungos que causam doenças. Quando a imunidade está baixa, o organismo fica mais propenso a infecções e quadros virais, como a gripe. 

Bom, vamos ao que interessa!

O que comer para aumentar a imunidade?

Uma das principais fontes de saúde é uma boa alimentação. Não adianta você ser um adepto de atividades físicas se não possui uma alimentação que dê sustento a isso. 

Veja a seguir o que comer para aumentar sua imunidade!

Frutas cítricas

Laranja, acerola, kiwi, tomate, além de brócolis, couve e pimentão verde e vermelho são ricos em vitamina C – um poderoso antioxidante que aumenta a resistência do organismo. 

Você pode consumi-los in natura ou em sucos e saladas. O ideal é consumir no mínimo uma porção diária, no café, almoço ou no jantar. 

Não deixe de conferir também:

Coronavírus, gripe e resfriado: como diferenciá-los?

Sobrepeso e obesidade: entenda qual é a diferença

Vegetais verdes escuros

Outra substância indispensável na sua alimentação é o ácido fólico. O nutriente auxilia na formação de glóbulos brancos, responsável pela defesa do organismo. 

Esse nutriente pode ser encontrado em alimentos como o brócolis, couve, espinafre, feijão, cogumelos (como o shimeji e o shiitake) e na carne de fígado.  

Alimentos ricos em zinco

O zinco é um nutriente que ajuda no combate a resfriados, gripes e outras doenças do sistema imunológico. Pode ser encontrado em carnes, cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico).  

Oleaginosas

O grupo das oleaginosas engloba nozes, castanhas, amêndoas e óleos vegetais (de girassol, gérmen de trigo, milho e canola). Elas, além de serem ricos em zinco, possuem taxas consideráveis de vitamina E.

São benéficas principalmente para os idosos, que perdem atividade imunológica por conta da idade.  

Tomate

O tomate, bastante apreciado pelos brasileiros, é um forte aliado no tratamento contra doenças cardiovasculares, removendo radicais livres do organismo. 

Os radicais livres nada mais são do que compostos naturais do corpo que provocam o envelhecimento celular e deixando a pessoa mais propensa a desenvolver doenças. 

Fontes de ômega 3

Não é de hoje que se fala nos benefícios do ômega 3 para a saúde. De fato, é um nutriente que ajuda a aumentar a imunidade. Ele está presente no salmão, azeites e até mesmo em suplementação alimentar encontrado na farmácia. 

O ômega 3 também protege o corpo contra inflamações nas artérias, problema bastante comum no mundo moderno. 

Fontes de antioxidantes

A castanha-do-Pará e cogumelos (como o champignon) contêm selênio, um forte antioxidante que combate os radicais livres, melhorando a imunidade do corpo e acelerando a cicatrização do organismo

Se consumidos diariamente podem prevenir problemas de colesterol alto, câncer, alzheimer, entre outras doenças. Além disso, ajuda na perda de peso e no melhor funcionamento da tireoide. 

Alho e Cebola

O alho, além de trazer um sabor delicioso para as suas receitas, reduz e ajuda a diluir o muco nos pulmões. Funciona muito bem contra tosse e bronquite. Lembrando que pessoas com doenças pulmonares e respiratórias estão no grupo de risco para o coronavírus. Então, já fica a dica sobre o que acrescentar na comida.

Não tão diferente do alho, a cebola é rica em substâncias anti-inflamatórias, antivirais, antiparasitárias, antibacterianas e antifúngicas. 

Aliado ao alho, potencializam a vitamina A, C e E, aumentando a imunidade do corpo e protegendo de diversos tipos de câncer e infecções em geral. 

Pronto para comer bem no isolamento social?

Agora, é só apostar pesado nos alimentos para imunidade e, claro, respeitar as indicações das autoridades de saúde:

 

  • Continuação do isolamento social;
  • Higienização das mãos com álcool em gel e lavagem;
  • Mantendo a distância mínima de 1 metro;
  • Evitando aglomerações e usando máscaras em caso de tosse e espirro.

 

No nosso blog, você encontra outros conteúdos importantes para se proteger durante a pandemia de Coronavírus. Leia também: Coronavírus, gripe e resfriado: como diferenciá-los?

Compartilhar