Alongamento para idosos: os cuidados na hora deste exercício

O alongamento é um ótimo exercício para os idosos
Compartilhe:

A chegada da terceira idade requer cuidados especiais de vários tipos: na alimentação, na saúde e com o corpo e a mente. Para te ajudar com o último, criamos este artigo sobre alongamento para idosos com dicas de exercícios simples e eficazes. Confira!

*Atenção: este conteúdo é meramente informativo e não substitui a orientação de um fisioterapeuta ou educador físico. Os exercícios para idosos devem ser acompanhados por um profissional para garantir que não haja lesões.

Você pode se interessar por:

– Veja 8 dicas para garantir uma casa segura para idosos

– Alimentação saudável: idosos precisam de uma dieta diferenciada?

– Check-up para idosos: conheça os principais exames

Alongamento para idosos: por que fazer?

O alongamento é um dos melhores exercícios para pessoas de qualquer idade, principalmente para os idosos. Isso porque o corpo, conforme a idade vai avançando, tende a ficar mais tensionado. 

Sem movimentar, a flexibilidade de músculos e tendões vai ficando mais escassa até ficar rígida de vez, impossibilitando até o menor dos movimentos.

Para que isso não aconteça, a atividade física precisa ser uma constante no dia a dia, principalmente nesta faixa etária. Os benefícios são muitos e eles derivam destes aqui:

  • Melhora do sono e da memória;
  • Mais disposição e ânimo;
  • Manutenção do peso adequado;
  • Taxas hormonais mais controladas;
  • Contribui para o bem-estar mental/emocional;
  • Atenua efeitos negativos do envelhecimento;
  • Aumenta a flexibilidade;
  • Previne lesões;
  • Reduz tensões;
  • Manutenção da autonomia sobre o próprio corpo.

Sozinho ou acompanhado, independentemente da preferência da pessoa, o alongamento para idosos pode ser feito em qualquer lugar, em qualquer idade, respeitando os limites do seu corpo para uma prática segura.

Leia também:

– Incontinência urinária em idosos: prevenção e tratamento

– Atividades para idosos: 5 maneiras de manter a saúde na velhice

– Cuidados com a pele do idoso: 5 dicas para mantê-la protegida

Atividades para fazer em casa

exercícios de alongamento podem ser feitos em casa mas com todo o cuidado

Vamos falar um pouco sobre cada uma delas e como podem ser executadas de maneira segura para colher o máximo de benefícios.

Yoga

Para trabalhar o corpo todo e pode ser feito por qualquer pessoa, de qualquer idade. O grande mito em torno do yoga é que as poses precisam ser milimetricamente alinhadas e de que precisa existir uma super flexibilidade. Não deixe que estes conceitos errôneos impeçam de aproveitar os benefícios da prática.

Ela pode ser adaptada para diversas condições e limitações corporais. Traz flexibilidade quando feita frequentemente, fortalece os músculos e diminui os riscos de queda por trabalhar o equilíbrio.

O yoga trabalha também a respiração e a concentração, contribuindo para combater a depressão e ansiedade e melhorar a memória.

Alongamento

Flexibilidade, força e equilíbrio também podem ser adquiridos ou melhorados com alongamentos simples, feitos na sala de casa, principalmente se não existe a possibilidade de sair ou não sejam permitidos exercícios mais vigorosos.

O alongamento ativa a circulação sanguínea e ativa os hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar e ânimo. E é essencial após a prática de outros exercícios físicos.

Dicas para um alongamento seguro

  • Antes de começar, procure orientação médica e siga rigorosamente as recomendações;
  • Faça os exercícios e suas variações todos os dias;
  • Não esqueça de manter uma respiração leve e constante;
  • Faça o alongamento com calma e com movimentos leves;
  • Em caso de dor, pare imediatamente;
  • Não force os limites do corpo;
  • O alongamento deve ser feito em local arejado, sem piso escorregadio;
  • Use roupas confortáveis e que possibilitem os movimentos;
  • Não faça exercícios em jejum;
  • Beba água ao fim.

E aí, esse conteúdo foi útil para você? Em nosso artigo sobre alongamento para idosos você viu a importância deste tipo de atividade física na terceira idade, além de dicas para fazê-la da maneira correta e segura, sem risco de lesões. 

Nós temos um conteúdo exclusivo sobre isso, é a Santa Dica. Clique para dar play:

Compartilhar