Veja 8 dicas para garantir uma casa segura para idosos

casa-segura-para-idosos
Compartilhe:

Adaptar uma casa segura para idosos é um conceito que vai além de instalar barras de apoio no banheiro.

Claro que nem todo idoso é totalmente dependente de cuidados. Muitos ainda levam uma vida normal e ativa. No entanto é inegável que a idade avança e, com ela, as limitações aumentam. 

E para ajudar você nessa tarefa é só continuar a leitura do artigo que elaboramos sobre o tema. Vamos começar?

Você pode se interessar por:

– Mulher idosa: os principais cuidados ginecológicos para manter a saúde

Por que deixar a casa segura para idosos?

As mudanças no corpo e no cérebro que ocorrem com a chegada da terceira idade influenciam diretamente nos sentidos, como visão e audição, no equilíbrio e no reflexo. 

Por isso é fundamental que o lar das pessoas idosas seja o mais seguro possível para que elas tenham liberdade para se movimentar em segurança, com menos risco de quedas – perigo comum e incapacitante nessa faixa etária.

Dicas para uma casa segura para idosos

1. Diga adeus aos tapetes

Inegável que eles dão um toque de charme ao ambiente. Mas se reside um idoso no local, a segurança dele pode depender da decisão de remover os tapetes.

Os grandes, se mal espalhados, podem causar tropeços e aumentar o risco de queda, e os pequenos podem causar escorregões. O único tipo de tapete benéfico para a segurança da casa são os de borracha, que precisam estar no banheiro e em áreas úmidas, como cozinha e área de serviço.

2. Garanta boa iluminação

Todos os cômodos, e principalmente corredores, precisam estar bem iluminados. Instale interruptores em locais de fácil acesso.

Evitar deixar cantos sem iluminação adequada evitam confusão nos idosos e os ajudam a enxergar com nitidez possíveis móveis ou obstáculos que podem causar danos físicos a eles. 

Se puder, instale sensores de presença. As luzes se acendem ao detectar alguém passando, evitando que os idosos procurem pelo interruptor no escuro. 

3. Instale barras de apoio

São clássicas e 100% mandatórias em uma casa segura para idosos. Devem ser instaladas em cantos estratégicos, geralmente lugares que eles passam com mais frequência.

Locais que precisam de barras de apoio:

  • corredores;
  • todas as paredes em área de circulação entre os cômodos;
  • parede próxima à cama;
  • área do chuveiro;
  • nas proximidades do vaso sanitário.

4. Cuidado com degraus e escadas

É comum em algumas casas que certos cômodos estejam em desnível, portanto esses degraus precisam ser nivelados com rampas.

Nas escadas, instale corrimãos extra para garantir uma casa segura para idosos. E não esqueça de fixar fitas antiderrapantes desses locais. Elas são muito úteis na prevenção de escorregões e quedas.

5. Adapte os banheiros

Além das barras de apoio para prevenir acidentes, é essencial que todo o banheiro seja modificado. Você vai precisar de:

  • tapetes de borracha fixados ao chão em locais molhados, como debaixo do chuveiro, na saída do box e próximo à pia;
  • O piso de material antiderrapante;
  • Elevar o assento sanitário. Dessa forma há mais estabilidade nos movimentos para sentar e levantar.

 

Leia também:

– O perigo da infecção urinária em idosos. Saiba como evitar em 5 passos

6. Opte por móveis com pontas arredondadas

Lesões são mais facilmente infligidas nas pessoas de maior idade. E são mais sentidas também. 

Portanto, para o bem-estar e segurança dos idosos, opte por móveis de pontas arredondadas ou compre cantos de silicone e aplique nos lugares pontiagudos. Em qualquer casa de materiais de construção é possível encontrar esses adaptadores. 

7. Organize os fios

Fios espalhados pelo chão são perigosos para qualquer um que esteja transitando pelo ambiente.

Em uma casa segura para idosos os fios e cabos de equipamentos eletrônicos, precisam estar fixos na parede, com a ajuda de canteiras ou fitas apropriadas. .

Este conteúdo foi útil para você? Você viu no artigo a importância de manter uma casa segura para idosos, para maior liberdade de locomoção e qualidade de vida, sem riscos de quedas, que são tão prejudiciais para essa faixa etária. Que tal agora ler sobre: Atividades para idosos: 5 maneiras de manter a saúde na velhice

Compartilhar