Check-up para idosos: conheça os principais exames

Já está na terceira idade ou tem um familiar idoso? Saiba quais exames não podem faltar na hora do check-up!

Quando se fala em check-up para idosos, alguns exames se tornam ainda mais necessários, pois o corpo ao longo dos anos começa a sentir as consequências do tempo ou da falta de cuidados quando jovem.

Por isso, dificuldades de locomoção, dores, problemas de respiração e outros sintomas são comuns nessa etapa da vida. E para diagnosticar a causa, é preciso estar com os exames em dia.

Por isso, separamos os principais exames que devem ser feitos no check-up para idosos. Assim você fica atento com a sua saúde ou com a saúde de quem você ama. Confira!

Hemograma Completo

Um dos principais exames solicitados em um check-up para idosos é o hemograma completo. Pois com este exame, que é feito por meio de coleta de sangue, é possível identificar a presença de anomalias no corpo do paciente, indicando alguns problemas como anemias, infecções ou doenças autoimunes.

Além disso, alterações nos resultados do exame podem, inclusive, apontar a presença de alguns tipos de câncer. Por isso, o hemograma completo é extremamente necessário, principalmente quando se trata de check-up para idosos, que têm maior probabilidade de manifestar doenças deste tipo, por conta da idade.

Glicemia em jejum

Como o próprio nome sugere, este exame é feito com o paciente ainda em jejum. Assim, é preciso que ele fique sem fazer refeições por cerca de 8 a 12 horas antes da realização do exame.

Segundo dados da OMS, a diabetes atinge cerca de 12,5 milhões de pessoas só no Brasil. Por isso, o exame de glicemia em jejum não é necessário apenas em check-up para idosos, mas também para todas as idades e gêneros. Isso porque ele ajuda a detectar possíveis casos de diabete ou também a controlar a doença nos pacientes que têm. 

Aproveite e leia: Como hipertensos e diabéticos devem agir durante a pandemia? leia!

Perfil Lipídico

O risco de ataque cardíaco na terceira idade (ou AVC) é muito maior do que em pessoas mais novas. Por isso, o exame de perfil lipídico deve estar incluso no check-up para idosos.

Por meio deste exame, é possível identificar as taxas de LDL, conhecido como colesterol ruim, HDL (colesterol “bom”), VLDL e os triglicerídeos, no sangue do paciente.

O exame, que também é conhecido como lipidograma, é capaz de detectar ainda a trombose venosa – causada pela formação de coágulos no sangue – e a angina, que resulta no estreitamento das artérias que levam o sangue para o coração. 

Leia também: Hipertensão arterial: tudo o que você precisa saber

PSA

A partir dos 40 anos, os homens já podem começar a fazer o exame de PSA, caso seja solicitado pelo médico ou haja histórico de câncer de próstata na família, pois ele é capaz de indicar a presença da doença no corpo do paciente.

Diferentemente do exame de toque retal, o PSA é feito a partir de coleta de sangue, com o paciente em jejum por, pelo menos, 4 horas. Além disso, o paciente deve:

– Ficar sem ejacular por 48 horas antes do exame;

– Não realizar exercícios que causem impacto no períneo;

– Não fazer sexo anal antes do exame.

A avaliação da glândula (próstata) deve ser feita regularmente, por isso, também deve estar inclusa no check-up para idosos.

Vitamina D, cálcio e PTH

A deficiência de vitamina D e cálcio no corpo do idoso pode indicar um grande risco de osteoporose. Essa condição metabólica faz com que os ossos enfraqueçam, o que pode causar o aumento do risco de fraturas. Por isso, essas substâncias devem ser avaliadas constantemente, por meio de check-ups.

Além destes, também é preciso avaliar a condição dos hormônios da paratireóide (PTH), que tem a ver com a falta ou excesso de cálcio no corpo e que pode estar relacionada à várias doenças como o hiperparatireoidismo, hipoparatireoidismo, insuficiência renal crônica, deficiência de vitamina D e a hipercalciúria.

Ureia e creatina

Exames para medir a dosagem da ureia e da creatina são essenciais e devem estar incluídas no check-up para idosos. Isso porque as alterações dessas substâncias no organismo podem estar ligadas à insuficiência renal crônica, que se desenvolve silenciosamente ao longo dos anos.

Então, para que a expectativa de vida do idoso se prolongue, é necessário que se faça esses exames regularmente. Lembrando que os exames citados neste conteúdo são imprescindíveis no check-up para idosos, mas há ainda outros exames que também precisam ser feitos, como:

  • Mamografia, para mulheres;
  • Toque retal, para homens;
  • Radiografia de Tórax;
  • Exames Ginecológicos;
  • Colonoscopia e outros.

Consulte o seu médico e veja a periodicidade que você deve fazer cada um destes exames. E lembre-se: Cuidados nunca são demais.

Compartilhar