Colesterol alto: 5 doenças graves causadas pelo problema

Colesterol alto: 5 doenças graves causadas pelo problema

O colesterol é um tipo de gordura muito importante para o bom funcionamento do organismo. Ele está presente no coração, cérebro, fígado, intestinos e outros órgãos essenciais para a saúde. No entanto, ao consumir grandes quantidades de alimentos ricos em gorduras, como frituras, salgadinhos e doces, o fígado acaba produzindo mais colesterol. Isso faz com que os níveis fiquem elevados. É o famoso colesterol alto.

Ele é um dos principais responsáveis das doenças cardiovasculares e de outros inúmeros problemas relacionados à doenças. Por isso, preocupados com o seu bem estar, nós preparamos este post. Nele, você vai conhecer 5 problemas relacionados ao colesterol alto que podem prejudicar a sua saúde.

Como eu posso saber que estou com colesterol alto?

Para identificar os altos níveis de colesterol, é necessário que haja um diagnóstico médico. O resultado pode ser obtido por meio de um exame de sangue. Por isso, é importante fazer um check-up regularmente e, se for o caso, descobrir o problema de forma precoce.

Em geral, o colesterol alto não manifesta sintomas no indivíduo e por esta característica silenciosa, ele se torna extremamente perigoso. Por outro lado, algumas características como dor nas costas, palpitações, ganho excessivo de peso e cansaço crônico podem indicar que chegou a hora de consultar um especialista e diagnosticar o possível problema. Confira nossa matéria sobre as causas e os principais indícios do colesterol alto no organismo.

5 problemas graves causados pelo colesterol alto

1. Infarto

Também chamado de ataque cardíaco, ele acontece quando o fluxo de sangue que leva ao músculo cardíaco (miocárdio) é bloqueado e pode fazer com que ele seja danificado ou morra. Além disso, aguns sintomas podem envolver a respiração difícil, fadiga, e a sensação de pressão ou dor no peito ou nos braços.

O infarto pode ser fatal, por isso, é importante ficar atento aos primeiros sintomas para acionar a emergência com rapidez ou correr para o hospital com a pessoa que está infartando. Uma das principais causas deste problema é o colesterol alto.

2. Acidente Vascular Cerebral (AVC)

Estar com os níveis de colesterol elevados pode ser um fator de risco para que a pessoa tenha uma AVC. Logo, o Acidente acontece quando o suprimento de sangue que vai para o cérebro é interrompido ou reduzido de forma drástica. Isso faz com que as células fiquem sem oxigênio e nutrientes. Estes são alguns dos sintomas que podem anteceder um AVC: fraqueza de um lado do corpo, perda de visão, dificuldade para falar e alterações motoras.

3. Doença Arterial Periférica (DAP)

Ela ocorre quando os rins, estômago, braços e pernas não recebem suprimento de sangue devido ao bloqueio das artérias. Cólica, cansaço de dor durante as atividades físicas podem ser sintomas alarmantes da DAP. Nos estágios avançados da doença pode acontecer a morte do tecido (gangrena). Além disso, úlceras nas pernas, mudanças na cor da pele de alguns membros também podem ser sinais.

4. Hipertensão arterial

É caracterizada pelo elevado nível da pressão sanguínea nas artérias. A hipertensão arterial acontece quando os valores da pressão máxima e mínima são iguais ou ultrapassam 140/90 mmHg (14 por 9). Esta condição faz com que o coração precise fazer um esforço maior do que o comum para que o sangue seja distribuído de forma coordenada por todo o corpo. Os sintomas da hipertensão são silenciosos. No entanto, quando ela sobe muito, podem acontecer dores no peito, tonturas, visão embaçada, sangramento nasal, dor de cabeça, etc.

5. Aterosclerose

É caracterizada pela formação de placas de gordura nas paredes internas das artérias do corpo. Desta forma, a aterosclerose acaba sendo responsável pela obstrução do fluxo sanguíneo. Consequentemente, esta é uma condição que pode afetar qualquer artéria do corpo e é uma das principais causadoras de infarto, AVC e DAP, problemas que citamos acima.

Assintomática durante a maior parte do tempo, a aterosclerose tem início durante a infância e/ou juventude e piora com o tempo. Geralmente, ela só é descoberta após o aparecimento de alguma complicação. Embora os homens estejam mais propensos a adquirir a doença, o risco para as mulheres se iguala após a menopausa.

Este conteúdo foi útil para você? Cuide bem da sua saúde! Para isso, baixe GRATUITAMENTE o nosso infográfico e confira as dicas fundamentais para manter o colesterol sob controle. Basta clicar na imagem abaixo para acessar mais informações sobre a gordura e ainda ver os esportes ideais para quem quer ter uma vida mais saudável.

Compartilhar

Deixe uma resposta