Como tratar queimadura? Remédios caseiros podem piorar a ferida

Como tratar queimadura? Descubra por que os remédios caseiros são um perigo nessas situações

As queimaduras estão entre os tipos de acidentes domésticos mais comuns. Em tempos de quarentena, quando as famílias estão mais tempo em casa, os riscos são ainda maiores. Então, como tratar queimadura em casa?

Já vamos logo adiantando que nem sempre remédios caseiros são eficientes. Em alguns casos, podem até piorar o ferimento.

Bom, mas na hora do desespero, é importante saber como agir, certo? Então descubra aqui o que fazer e o que NÃO fazer. Confira!

Acidentes domésticos na quarentena

A tendência da quarentena é que os acidentes domésticos aumentem, visto que é um período em que a família permanece mais tempo em casa. Grande parte dos ocorridos envolvem crianças. Podem ser escorregões, tropeços, quedas, etc.

Mas um dos mais preocupantes é a queimadura. Ela pode ocorrer na churrasqueira, fogão ou mesmo ao manipular objetos como isqueiros e palitos de fósforo.

Podem ocorrer também pelo contato com agentes químicos, como o álcool, solventes, entre outros. E ainda por contato elétrico. Em todos os casos, uma queimadura na pele precisa de cuidados para que o ferimento não piore.

Tipos de queimadura

Dependendo do acidente, as queimaduras podem resultar em graus diferentes:

1º grau: afeta apenas a camada superficial da pele, causando sinais como dor e vermelhidão na região afetada. Queimaduras de primeiro grau são provocadas principalmente pela exposição ao sol.

Em casa, esse tipo de queimadura pode ocorrer quando se toca num objeto muito quente por poucos segundos. Não costuma deixar qualquer tipo de ferida e a pele se recupera, na maioria das vezes, em até três dias.

Dependendo da região afetada, a queimadura pode permanecer até duas semanas.

Não deixe de conferir:
Dor de cabeça em crianças: por que acontece e como evitar?
Cuidados diários com a pele: como se prevenir do câncer?

2º grau: a queimadura de segundo grau é um pouco mais grave, porque afeta camadas intermediárias da pele. Além da dor e vermelhidão, surgem bolhas e/ou inchaço no local.

Esta queimadura é mais frequente quando o objeto quente fica em contato por mais tempo com a pele. Exemplos:

  • Queimadura com líquido fervente;
  • Contato demorado com objetos quentes (ferro de passar, por exemplo);
  • Panelas quentes, etc.

A queimadura de segundo grau pode demorar mais tempo para curar, cerca de três semanas a um mês até o fim dos feridas. Embora raramente deixem cicatrizes, a pele pode ficar mais clara no local do ferimento.

3º grau: considerado mais grave e pode colocar a vida da pessoa em risco. Nesse caso, as camadas mais profundas da pele são afetadas, incluindo nervos, vasos sanguíneos e músculos.

Em alguns casos, a queimadura de terceiro grau pode ser tão grave que chega a provocar falhas em órgãos do corpo. Caso isso venha a acontecer, a pessoa pode desmaiar.

Um fato curioso é que a vítima do acidente pode não sentir dor, devido à destruição dos nervos, mas é necessária ajuda médica imediata para evitar complicações.

O que NÃO fazer em casa

Não importa o grau da queimadura, remédios caseiros são sempre um perigo. Principalmente quando não se conhece o tamanho da lesão. Portanto, algumas atitudes devem ser evitadas:

  • Não aplique qualquer produto como óleo ou manteiga na queimadura;
  • Não fure as bolhas e não aplique qualquer produto no local, para evitar o risco de infecção;
  • Não coloque nenhum tipo de produto na região afetada.

[Inserir banner – Pele jovem por mais tempo: X cuidados para adotar agora!]

Como tratar queimadura corretamente

Caso a queimadura seja leve, coloque a região queimada debaixo de água fria, por pelo menos 15 minutos. Mantenha um pano limpo e umedecido em água fria nas primeiras 24h, trocando sempre que voltar a aquecer.

Uma pomada hidratante ou cicatrizante também ajuda na recuperação. Porém, com orientação de um farmacêutico.

Caso a situação seja mais grave, é importante não usar qualquer produto no ferimento e encaminhar o paciente o mais rápido possível para uma unidade de saúde. O serviço de emergência pode ser acionado pelo número 192.

Como prevenir queimaduras

  • Coloque as panelas nas bocas traseiras do fogão e com os cabos virados para trás ou para o lado – jamais para fora-, para evitar que as crianças puxem os cabos;
  • Impeça a presença de crianças na cozinha quando estiver utilizando o forno ou o fogão;
  • Mantenha cabos e alças em bom estado, para evitar que se soltem e derramem o conteúdo quando você erguer as panelas;
  • Mantenha o registro do gás fechado quando não estiver utilizando o fogão;
  • Nunca deixe fósforos e isqueiros ao alcance de crianças; Ao acender um fósforo, mantenha o palito longe do rosto. Assim, se escapar alguma chama, não irá atingir o cabelo ou a sobrancelha;
  • Ao acender uma vela, observe se está longe de produtos inflamáveis, como botijões de gás, solventes ou tecidos;
  • Não manipular álcool, querosene, gasolina ou outros líquidos inflamáveis perto do fogo. Esses produtos devem ser guardados longe do alcance das crianças;
  • Evite utilizar qualquer tipo de chama dentro de casa, seja para aquecimento, seja para iluminação. Se não puder evitar, deixe as chamas distantes de tecidos (cortinas, tapetes, toalhas) e sempre sob sua visão. Não espalhe velas pelos cômodos da casa;
  • Mantenha o ferro de passar roupas longe das crianças;
  • Guarde solventes, combustíveis (como o álcool) e outros produtos químicos em recipientes adequados, devidamente fechados e fora do alcance de crianças;
  • Evite exposição prolongada ao sol e sempre use filtro solar;
  • Cuidados com fios desencapados podem causar princípios de incêndios (passar eletricidade para o corpo) e aparelhos eletrônicos nas tomadas.

Este artigo esclareceu suas dúvidas? Agora que você já sabe como tratar queimadura sem pôr em risco a vítima, é fundamental pôr em prática as nossas dicas de segurança também. Leia mais destaques do nosso blog: Como manter a pele saudável nesta quarentena? Veja as nossas dicas!

Compartilhar