Diabetes infantil: como ela afeta as crianças e como evitá-la?

Médica com criança

O diabetes infantil ou DM infantil (Diabetes Mellitus), está relacionado ao excesso de glicose circulante no sangue, caracterizada pelo aumento de sede e micção frequente, surgir principalmente quando a criança não possui hábitos alimentares saudáveis, e/ou estão sujeitas ao sedentarismo.

O que é diabetes?

Diabetes é uma doença crônica, que atinge mais de um milhão de crianças brasileiras, especificamente pelo tipo 1, que está relacionado à destruição das células do pâncreas, causando diretamente a deficiência de insulina.

Existem alguns tipos mais comuns de doenças relacionadas aos altos índices de glicose no sangue:

Diabetes Tipo 1

Essa é uma doença crônica, que afeta diretamente o pâncreas, que atingido, produz pouca ou nenhuma insulina, esse tipo aparece geralmente na infância ou adolescência, assim sendo conhecida como diabetes infantil.
Ela também pode aparecer em adultos, por isso a necessidade de realizar exames regularmente para acompanhar a glicose no sangue.

Diabetes Tipo 2

Também crônica, afeta a forma do processo da glicose na circulação sanguínea do corpo e não há aproveitamento adequado da insulina produzida, está relacionado ao sobrepeso, sedentarismo, triglicerídeos elevados, hipertensão e hábitos alimentares não-saudáveis.

Pré-diabetes

Ao contrário do que diz o nome, ela não é uma pré-doença. Além do que o pré-diabético possui mais chances de se tornar de fato um diabético tipo 2, de acordo com os níveis de açúcar no sangue.

Essa doença está associada ao maior comprometimento dos rins, dos olhos e dos nervos. Sem contar que um indivíduo com pré-diabetes têm um risco bem mais elevado de se tornar diabético propriamente dito.

Diabetes gestacional

Tem relação com os altos picos de glicose na circulação sanguínea de gestantes e ocorre durante a gravidez, quando as taxas de açúcar no sangue ficam acima do normal. Esse tipo de diabetes afeta cerca de 2% até 4% das gestantes, e implica em um risco no desenvolvimento posterior de diabetes para a mãe e para o bebê. Por isso, é extremamente necessário que o acompanhamento do pré-natal, inclua o exame de diabetes regularmente.

Leia também:

Qual é a relação da insulina com a diabetes?

Diabetes: o que é, sintomas e como conviver com o problema

 

Como identificar a diabetes infantil nas crianças?

criança recebendo insulina

Devemos ficar atentos à alguns sinais que podem indicar a mudança dos níveis de insulina nos pequenos:

  • Aumento de sede: Quando a criança passa a beber mais água que o normal, e mesmo assim não se sentir satisfeita;
  • Micção com maior frequência: por beber muita água, a criança passa a urinar com maior frequência;
  • Voltar a urinar na cama;
  • Muita fome;
  • Perda de peso: apesar de alimentar-se bem, a criança permanece com o mesmo peso.
  • Há casos em que os pequenos podem até mesmo perder peso;
  • Falta de energia para brincar, preguiça ou cansaço frequente;
  • Câimbras nos membros;
  • Retardamento na cicatrização de ferimentos.

Pais, fiquem atentos! Ao notar alguns destes sinais, procure imediatamente um médico especialista para ter um diagnóstico adequado.

Diagnóstico

O diagnóstico da diabetes infantil pode ser feito a partir da verificação do resultado de diversos exames laboratoriais em jejum que irão avaliar a quantidade de glicose circulante no sangue:

Teste da picada do dedo: Não é tão doloroso e assustador para os pequenos. Exame normal até 200 mg/dL a qualquer hora do dia;

Exame de sangue da glicose com jejum de 8 horas: este é o mais comum entre crianças e adultos. Exame normal até 99 mg/dL;

Teste de tolerância à glicose. Exame normal até 140 mg/dL 2 horas após o exame e 199 mg/dL até 4 horas;
Hemoglobina glicada. Exame normal até 5,7%.

O valor normal da glicose em jejum no sangue é de até 99mg/dL, ou seja, valores superiores a este podem indicar a presença de diabetes infantil. Sendo assim, o médico deverá solicitar outros exames para confirmação completa do diagnóstico.

Quais os cuidados necessários para evitar a diabetes infantil?

Segundo especialistas, o principal ponto de desenvolvimento e cuidado com a diabetes infantil é no cardápio das crianças. A diabetes tipo 1 exige uma nutrição adequada para trabalhar em conjunto com a integração da insulina no corpo dos pequenos.

Além da terapia insulínica e do plano alimentar com o acompanhamento de um nutricionista, não podemos deixar de lado a necessidade da prática regular de exercícios físicos na rotina diária das crianças. Eles são a chave para que crianças e adolescentes possam ter uma vida normal mesmo com a diabetes infantil.

Quer saber mais sobre diabetes infantil e outros assuntos relacionados? Acompanhe o blog das Drogarias Santo Remédio, e acompanhe dicas de saúde e bem-estar.

Compartilhar