Parece mas não é: as diferenças entre artrite e artrose

entenda as diferenças entre a artrite e a artrose, apesar de sintomas parecidos não são a mesma coisa
Compartilhe:

Dor nas articulações e possíveis deformidades articulares. Tanto a artrite quanto a artrose possuem estas duas características em comum. E é por isso que são tão confundidas.

Deixe as dúvidas para trás com a leitura do nosso artigo de hoje. Vamos lá entender as principais diferenças entre artrite e artrose?

Leia também:

– Conheça 3 benefícios da quiropraxia

Entenda a artrite e a artrose

De forma simples, a artrite é a inflamação das articulações. Ao passo que a artrose é a degeneração delas. Ambas estão associadas ao envelhecimento do corpo.

Na artrite, dedos, punhos, pés e tornozelos são mais afetados. Enquanto que, na artrose, as articulações acometidas são as que suportam mais peso, como quadril, joelhos e a coluna.

Existem vários tipos de artrite. Tem a artrite reumatóide, ela pode acometer outros órgão, além das articulações. Ela é autoimune e se não tratada de forma adequada, gera deformidades no local afetado e limita movimentos básicos de atividades corriqueiras da vida. 

Ela é duas vezes mais frequente em mulheres que homens e pode apresentar seus primeiros sinais entre os 30 e 40 anos. A incidência cresce conforme a idade avança.

Já a osteoartrite pode ser causada por:

  • traumatismo na área;
  • excesso de peso;
  • alimentação inadequada ou deficiente;
  • desgaste natural da articulação;
  • predisposição genética. 

Outros tipos de artrite: 

  • Séptica: infecção de uma articulação por bactérias;
  • Psoriática: causa lesões avermelhadas e escamosas na pele, principalmente nos joelhos, cotovelos e couro cabeludo;
  • Gotosa ou gota: também conhecida como reumatismo nos pés, ela aparece quando há um alto índice de ácido úrico no sangue;
  • Reativa: antes chamada de Síndrome de Reiter, ela é consequência de uma infecção bacteriana intestinal ou urogenital, como é o caso da clamídia,  Infecção Sexual de Transmissível – IST.

O diagnóstico deve ser feito por um médico, com o auxílio de exames específicos , dependendo da sua causa. E o tratamento geralmente envolve o uso de medicamentos.

Sintomas clássicos da artrite e tratamento

Os mais comuns são: sensação de calor, dor ou desconforto, inchaço e vermelhidão nas articulações, principalmente nas mãos e punhos. A coluna cervical pode ser afetada e, em casos raros, a coluna lombar e dorsal.

Quando as articulações estão inflamadas, é comum haver rigidez pela manhã, ao acordar. Como a doença progride, a cartilagem é danificada, dando origem às deformidades, como dedos em pescoço de cisne, dedos em botoeira, desvio ulnar e hálux valgo – joanete.

O tratamento depende do estágio da artrite. Medicamentos antiinflamatórios, corticóides e imunossupressores podem ser receitados. Alguns casos podem requerer intervenção cirúrgica.

Para melhorar a qualidade de vida, fisioterapia e a terapia ocupacional são ótimas alternativas para o paciente.

Entenda a artrose

Também chamada de osteoartrose, ela é uma doença degenerativa muito comum na terceira idade, a partir dos 65 anos, em ambos os sexos. Pouco comum antes dos 40 anos.

No entanto, há particularidades: nas mulheres, ela agride mais as articulações de mãos e joelhos; e, nos homens, a articulação coxofemoral – que liga o fêmur com a bacia. 

a atividade física é essencial em todas as fases da vida

A artrose pode surgir sem ter uma causa conhecida – primária – e pode aparecer em decorrência de defeitos das articulações, como os joelhos com desvios de direção (valgo ou varo) e alterações do metabolismo. Neste último caso, ela é classificada como artrose secundária. 

Sintomas e tratamento para artrose

veja os tratamentos para a artrite e a artrose

A artrose pode apresentar dores nos locais afetados, inchaço, queimação e dor no início do movimento. Quando ela acomete os joelhos, é comum haver estalidos nna área, e quando é nas mãos, as articulações dos dedos são volumosas.

Para fechar o diagnóstico, o médico vai avaliar os sintomas, idade e estado das articulações. Exames como radiografia e ressonância magnética fornecem um panorama que auxilia a analisar o caso.

Uma vez confirmada, a artrose necessita de medicamentos para ser tratada. Vale lembrar que ela é uma doença degenerativa, portanto não tem cura. O tratamento é para frear o avanço, aliviar as dores e ter mais qualidade de vida.

Algumas vias de tratamento benéficas:

  • Acupuntura;
  • Fisioterapia ou hidroterapia;
  • Fortalecimento da musculatura;
  • Manutenção do peso ideal. 

Gostou do artigo? Você viu que a artrite e a artrose, apesar de serem problemas nas articulações, são diferentes. Os idosos sofrem mais com essas doenças e para saber como devem ser os cuidados do corpo na terceira idade, que tal ler um conteúdo que tem tudo a ver com isso?

– Check-up para idosos: conheça os principais exames

Compartilhar