5 fatores que podem colaborar para o surgimento do câncer de próstata

cancer-prostata
Compartilhe:

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os brasileiros. Por causa do preconceito, reforçado pela falta de informação, o número de mortes tem aumentado nos últimos anos.

Para evitar o desenvolvimento da doença, é importante manter uma rotina saudável, o que inclui uma alimentação balanceada, exercícios físicos regulares e visitas frequentes ao urologista. Portanto, é necessário redobrar os cuidados para combater o surgimento de tumores malignos.

Conheça os fatores de risco que favorecem o aparecimento do câncer de próstata

1. Idade e histórico familiar  

Quem tem parentes de primeiro grau com diagnóstico positivo de câncer de próstata corre mais chances de desenvolver a doença. Para se ter noção, uma pessoa que não se encaixa nesse perfil, tem até 10 vezes menos possibilidade de ser afetada pelo tumor.

E essa condição influencia diretamente a idade em que o homem precisa se consultar com o urologista. O recomendável é que homens com mais de 50 anos comecem a fazer os exames preventivos. Porém, os pacientes que possuem histórico familiar positivo da doença precisam começar a se consultar já a partir dos 40 anos.

2. Alterações genéticas

Algumas alterações genéticas podem favorecer o surgimento de vários tipos de câncer, inclusive do câncer de próstata. As mutações dos genes BRCA-1 ou BRCA-2 podem aumentar as chances da mulher desenvolver o câncer de mama e de ovário.

Nos homens, o mesmo tipo de alteração podem aumentar o risco de câncer de próstata, mas isso representa uma porcentagem muito pequena nos casos da doença. Homens com síndrome de Lynch, uma condição causada por alterações genéticas hereditárias, têm um risco aumentado para uma série de cânceres.

3. Inflamação da próstata

Já existem alguns estudos que sugerem que a prostatite (inflamação da próstata) pode ser associada a um risco aumentado de câncer de próstata. Esse tipo de inflamação muitas vezes é diagnosticada em amostras de tecido da próstata.

Ao examinar, o médico percebe resquícios de câncer nas amostras. A ligação entre os dois ainda não está totalmente esclarecida, mas esta é questão que têm sido incansavelmente estudada por especialistas atualmente.

4. Sedentarismo e o excesso de peso

Estudos apontam que o excesso de gordura no corpo é um dos fatores que mais pesam na balança, quando o assunto é câncer de próstata. Pessoas com sobrepeso, em geral, sofrem de uma versão mais agressiva do tumor, o que complica o sucesso do tratamento e diminui as chances de cura. A falta de exercícios físicos e uma alimentação rica em alimentos industrializados só pioram esse quadro.

Leia mais:
Os principais benefícios dos exercícios físicos para o corpo
5 alimentos indispensáveis para aumentar o colesterol bom

5. Alcoolismo

O álcool é um dos maiores vilões da saúde do homem. De acordo com as últimas pesquisas, beber mais de 5 vezes durante a semana duplica as chances de surgimento da doença. Um dos argumentos que sustentam essa afirmação é que os álcool perturba os mecanismos do DNA. Por isso, a palavra de ordem é moderação. Uma dica é trocar a cerveja pelo vinho que possui propriedades que ajudam na prevenção e melhoram, inclusive, a saúde cardiovascular.

6. Tabagismo

Pesquisadores da Universidade de Harvard nos Estados Unidos chegaram a uma constatação: fumar aumenta em até 60% o risco de morte por câncer de próstata. E essa alta porcentagem pode ser explicada por conta das alterações hormonais causadas pelo cigarro.

Os efeitos dos agentes carcinogênicos agem diretamente no desenvolvimento do tumor, que se torna mais agressivo. A solução é largar o tabagismo de uma vez.

Complemente a sua leitura:
5 primeiros sinais mais comuns do câncer de pulmão
7 orientações importantes para deixar de fumar

7. Raça / etnia

Homens negros sofrem mais incidência de câncer de próstata, se comparados aos asiáticos, aos homens brancos e aos latinos/hispânicos. Os motivos ainda não estão muito claros, por isso todo é cuidado é pouco.

A nacionalidade também chama a atenção, quando mapeamos os casos da doença mundo afora. Norte-americanos, europeus e as populações da Oceania e das ilhas do Caribe também são mais afetados.

Aqui, a explicação está muito ligada ao estilo de vida das pessoas que mantêm um consumo muito alto de alimentos processados aliados a uma rotina sedentária.

Outros fatores de risco que favorecem o aparecimento do câncer de próstata

– Idade: o câncer de próstata é muito raro em homens com menos de 40 anos, mas a probabilidade de desenvolver o tumor aumenta várias vezes após esse período.

– DST: homens com doenças sexualmente transmissíveis como a gonorreia têm mais chances de sofrer da doença em algum momento da vida.

Não se esqueça de manter os seus exames em dia e ficar atento aos primeiros sinais. Em alguns casos, é comum os pacientes notarem certa dificuldade para urinar, dor ao ejacular e sangue na urina.

Na fase inicial, geralmente, os homens não sentem nada, mas nos estágios avançados da doença, a situação muda e os riscos aumentam. Proteja-se!

Gostou do conteúdo? Então não deixe de conferir também o nosso infográfico exclusivo e totalmente gratuito sobre obesidade. Nele, nós destacamos as complicações mais comuns que podem ser causadas por esse problema. Para acessar o material completo, é simples: basta clicar aqui.

causas da hipertensão - obesidade

Compartilhar

Deixe uma resposta