Melasma e câncer de pele têm relação? Leia aqui e descubra

Entenda a relação entre melasma e câncer de pele.
Compartilhe:

Ambas as condições afetam o maior órgão do corpo: a pele. E apesar de parecerem similares à primeira vista, melasma e câncer de pele são diferentes. O primeiro é causado por fatores hormonais, que pode piorar devido à exposição solar; o segundo é decorrente quase exclusivamente dos efeitos dos raios ultravioleta.

Continue a ler o artigo para entender as diferenças e se há relação entre melasma e câncer de pele. Vamos lá?

*Este material é informativo e não deve substituir a avaliação de um dermatologista. Em caso de dúvidas, consulte sempre um médico.

Você pode se interessar por:

– Doenças de pele: conheça as mais comuns e saiba como se prevenir

Entenda melasma e câncer de pele

O melasma é o nome da condição que faz surgir manchas escuras na pele. É mais comum que apareçam na pele do rosto, mas pode acometer braços, pescoço e colo. Elas são o resultado de uma disfunção nas células responsáveis por produzir a melanina, que protege a pele.

Tanto homens quanto mulheres estão sujeitos, mas o sexo feminino está mais propenso devido ao uso de anticoncepcionais e à gravidez. Entre os fatores que podem desencadear está a predisposição genética, condições hormonais e exposição solar.

Já o câncer de pele é a mutação genética que faz as células se multiplicarem de forma descontrolada. Aparece na pele em forma de sinais e manchas que na verdade são lesões, chamadas de melanoma. Externamente podem ser pequenas, mas internamente são expansivas e podem atingir outras partes do corpo sendo levadas pela corrente sanguínea.

Pode atingir pessoas de todas as idades e gênero, sendo muito raro em crianças e comum na terceira idade, devido ao acúmulo de radiação solar no corpo adquirido durante o passar dos anos.

Relação existente entre os dois

O que liga essas duas condições é o que desencadeia, que são praticamente os mesmos fatores: exposição solar sem proteção e agentes químicos. Até a hereditariedade tem se mostrado um ponto de influência do desenvolvimento destas e de outras doenças.

A estação do ano também exerce um papel de relevância no surgimento de melasma e câncer de pele. No verão, por estar mais quente, possibilita mais passeios ao ar livre, idas à praia e tudo isso se resume em mais tempo recebendo luz solar direta ou indiretamente, muitas vezes com pouca proteção e colocando a saúde da pele em risco.

No mês de dezembro é realizada a campanha Dezembro Laranja, pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD, para enfatizar e ajudar na conscientização para os cuidados com a pele desde os primeiros anos de vida, visto que o câncer de pele é altamente evitável e tem altas chances de cura se detectado precocemente.

Para prevenir melasma e câncer de pele não esqueça de:

  • Usar protetor solar todos os dias, mesmo nos dias nublados;
  • Vestir roupas adequadas;
  • Proteger os olhos com óculos de sol que tenham filtro solar;
  • Evitar se expor ao sol entre 10h e 16h.

banner-o-verao-chegou

Tratamentos para melasma e câncer de pele

Os métodos de tratamento vão depender do grau de avanço de cada uma dessas condições, principalmente do câncer de pele, no qual a idade e o tipo de lesão são fatores importantes para determinar a estratégia de combate. É claro que um dermatologista se faz essencial em ambos os casos, e um oncologista para avaliar as lesões.

Para o melasma, a saída mais indicada é o peeling químico. São utilizados ácidos e equipamentos em conjunto para renovar as células da pele e conseguir um tom mais uniforme. Microagulhamento, laser e cremes também são opções eficazes.

Para o câncer de pele, geralmente a remoção cirúrgica dos sinais é mais recomendada. Radioterapia ou quimioterapia são tratamentos auxiliares para eliminar as células causadoras dos tumores.

 

Você gostou do nosso conteúdo? No artigo você viu que a exposição ao sol sem proteção pode agravar o melasma e causar câncer de pele. Viu que as duas condições não têm relação direta, mas que podem ser evitadas se medidas forem adotadas em caráter de prevenção, como roupas adequadas e evitar ficar debaixo do sol sem proteção.

Por falar na saúde da pele, que tal agora assistir a uma Santa Dica? É só clicar abaixo:

Compartilhar