Terceira idade: 5 dicas para melhorar a saúde mental dos idosos

Terceira idade: 5 dicas para melhorar a saúde mental dos idosos

Quem pensa que é só a saúde física que sofre as consequências do tempo está muito enganado. Por vezes, o processo de envelhecimento obriga as pessoas a passarem por situações nada agradáveis, como a perda de entes queridos, as mudanças no corpo, a perda de energia, entre outras coisas.

Com tudo isso, é comum que a saúde mental do idoso fique abalada, o que pode dar lugar à emoções negativas e gerar ansiedade, solidão, depressão e tristeza. Mas as coisas certamente não precisam ser assim. Por isso, nós, da Santo Remédio, preparamos 5 dicas essenciais para quem quer ter mais saúde mental na terceira idade!

1. Tenha ótimas noites de sono

Não dormir por uma quantidade de tempo satisfatória para o seu organismo pode conduzir a sérios problemas de saúde mental. Além disso, alguns estudos relacionam a má qualidade do sono com um risco aumentado de Alzheimer.

Dormir entre 7 a 9 horas todas as noites permite que o seu cérebro se recupere para um novo dia. Consequentemente, você terá mais energia e bom humor logo de manhã. Nada mais revigorante, concorda?

2. Experimente novas atividades

Mantenha a cabeça aberta e saia da sua zona de conforto. Não se conforme com a sua rotina e se desafie a aprender novas coisas. Estude um idioma que você não conhece, tenha aulas de música ou crie peças artesanais. As alternativas são muitas e a decisão de dar o primeiro passo só depende de você.

3. Tome um probiótico

Os probióticos exercem uma função benéfica no balanço da flora bacteriana intestinal da pessoa que os ingeriu. Eles são suplementos alimentares ricos em microorganismos vivos, as famosas bactérias do bem.

Alguns estudos comprovam que grande parte do hormônio intestinal que oferece a sensação de bem-estar é gerado no trato gastrointestinal, por isso a importância dos probióticos. Nesse sentido, ter uma alimentação saudável também é fator determinante para ter mais qualidade de vida.


Leia também:

Saiba como a imunidade baixa prejudica a saúde dos idosos

7 passos simples para fortalecer sistema imunológico dos idosos

Saúde do idoso: 5 cuidados essenciais ao tomar medicamentos


4. Fique conectado

O isolamento social do idoso por diversos fatores é muito comum na terceira idade. Por isso, é indispensável que você mantenha a comunicação com os outros. Se o idoso não for um grande adepto às novas tecnologias, não tem problema! O importante é não perder a comunicação com amigos e familiares.

Experimente participar de um grupo social. Pode ser um clube que se reúne algumas vezes por mês para fazer atividades de interesse comum, como ler, fazer caminhadas ou jogar bingo, por exemplo.

5. Exercite corpo e mente

Além dos exercícios que você pode fazer para estimular a atividade cerebral, mexer o corpo também é uma técnica bastante eficiente para melhorar a vida do idoso com um todo.

Os exercícios físicos ideais para a terceira idade podem variar. Por serem atividades de baixo impacto, a hidroginástica e as caminhadas são as mais comuns. Antes de começar, não abra mão de consultar um médico para descobrir qual a prática mais recomendada para o seu caso.

Que bom que você chegou ao final deste texto! Durante a terceira idade, ter uma vida tranquila e saudável é uma das coisas mais importantes para o idoso. Mas com a correria do dia a dia dos familiares e outros acontecimentos que fogem do controle, nem sempre é possível alcançar este objetivo.
Nós fizemos um post sobre o estresse na terceira idade. A leitura dele é muito importante para todo idoso que deseja mais qualidade de vida. Na matéria, você vai descobrir as principais consequências do problema para o idoso. Clique aqui para ir para o texto.

Compartilhar