Obesidade mórbida: o que é e como identificar a doença

Obesidade mórbida: o que é e como identificar a doença
Compartilhe:

A obesidade é classificada como uma doença crônica que atinge cada vez mais brasileiros. De acordo com uma pesquisa recente divulgada pelo Ministério da Saúde, quase 20% da população está obesa. Esse número mais que dobra em relação à quantidade de pessoas com excesso de peso, chegando a 54% dos habitantes.

O que é a obesidade mórbida?

A obesidade mórbida é o acúmulo de gordura em excesso no corpo. Pessoas com o Índice de Massa Corporal (IMC) igual ou maior que 40 kg/m² já são consideradas obesas mórbidas. Ela é tida como a forma mais grave da obesidade, pois o paciente que se encontra nessa condição corre risco de morrer. Além disso, a obesidade mórbida diminui o tempo de vida da pessoa.

Ao contrário do que muitos pensam, o surgimento da obesidade não está ligado apenas ao consumo exagerado de alimentos gordurosos, pois a doença é multifatorial, ou seja, ela pode aparecer devido a várias complicações.

Veja as causas mais comuns do problema:

  • Sedentarismo;
  • Distúrbios emocionais;
  • Predisposição genética;
  • Alterações hormonais.

Quais são os sintomas?

A obesidade por si só não causa nenhum sintoma. Na prática, o que o paciente sente são manifestações da doença como cansaço, suor excessivo e dores na coluna e nas pernas.

No entanto, a doença pode contribuir para o aparecimento de outros problemas de saúde, que são doenças associadas a essa condição. Entre as complicações mais comuns, destacam-se a/os:

  • Hipertensão arterial;
  • Diabetes tipo 2;
  • Asma;
  • Apneia do sono (sono em excesso);
  • Problemas no fígado.

Como identificar a doença?

A principal forma de identificar a obesidade mórbida é por meio do cálculo do IMC. Fazer a medição é muito simples. Basta dividir seu peso pela sua altura elevada ao quadrado. Confira nosso exemplo:

Para uma pessoa com 1,70 e 80 kg, o cálculo é realizado da seguinte forma:

  1. Altura elevada ao quadrado – 1,70 x 1,70 = 2,89;
  2. Peso dividido pelo resultado da altura – 80 / 2,89 = 27,6.

O índice de 27,6 corresponde a sobrepeso. Veja a tabela completa e faça seu teste:

Menos do que 18,5: Abaixo do peso

Entre 18,5 e 24,9: Peso normal

Entre 25 e 29,9: Sobrepeso

Entre 30 e 34,9: Obesidade grau 1

Entre 35 e 39,9: Obesidade grau 2

Mais do que 40: Obesidade grau 3

Outras formas de identificar o aparecimento da obesidade mórbida são:

  • O exame de bioimpedância;
  • A ultrassonografia;
  • A medida da circunferência abdominal (Máx – 94 cm nos homens e 80 cm nas mulheres).

Como é feito o tratamento da obesidade mórbida?

O tratamento da obesidade envolve uma série de medidas com foco na mudança do estilo de vida do paciente. Para perder peso e deixar de ser obeso mórbido, é fundamental:

  • Adotar uma reeducação alimentar com frutas e verduras, orientada por um nutricionista;
  • Praticar atividades físicas, instruídas por um preparador físico.

O uso de medicamentos para redução do peso pode ser recomendado, desde que acompanhado por um médico endocrinologista. Nos casos mais graves da obesidade mórbida, ainda pode ser prescrita ao paciente a cirurgia bariátrica que reduz o tamanho do estômago, forçando a pessoa a comer menos.

De qualquer forma, é importante manter os cuidados a longo prazo, pois o quadro de obesidade pode voltar. A prática de atividades físicas regular e a alimentação balanceada devem ser levados a sério pelo resto da vida.

Saiba mais sobre a cirurgia bariátrica

Indicada para os casos mais perigosos da obesidade, a cirurgia bariátrica é um procedimento que ajuda o paciente a comer menos, reduzindo assim o seu peso.

Compartilhar

Deixe uma resposta