Pés inchados: quais são as causas e o que fazer para evitar o problema?

Veja as causas dos pés inchados.

Você já deve ter ficado com os pés inchados depois de um longo período em pé ou de caminhando certo? Geralmente uma receita sempre aparece para relaxar e amenizar o quadro.

Mas e quando o inchaço surge repentinamente e passa a ser um incômodo constante? São vários os motivos para que isso ocorra, como má circulação, retenção de líquidos ou reações a medicamentos

Independentemente da causa, para que você aprenda como evitar esse incômodo no dia a dia, nós da Santo Remédio, elaboramos este material para tirar as suas dúvidas e lembre-se: não deixe de procurar orientação médica para verificar seu quadro de saúde, principalmente se você se identificar com as possíveis causas que vamos falar aqui. Acompanhe o post.

Você pode se interessar por:

– Como cuidar da pele diariamente? Veja como deve ser feito

Pés inchados: veja por que isso acontece

Lesão localizada

Uma simples lesão no pé ou no tornozelo pode ser o motivo do inchaço. Por isso, preste atenção se você não lesionou essa região e esqueceu do ocorrido. Neste caso, você pode usar alguns remédios para inflamação, analgésico e bolsas de gelo, que podem ajudar na recuperação.

Linfedema

É o nome dado para o acúmulo de líquido linfático que pode estar afetando os vasos do sistema, e a linfa (este líquido viscoso) composto por linfomas e células brancas, estão promovendo uma ação conjunta para a eliminação de bactérias e outros agentes externos. O sistema linfático é responsável pela imunidade do corpo. Para desinchar a região atingida dos pés, uma drenagem linfática, massagem relaxante, acupuntura, são bem aconselhadas.

Insuficiência venosa

Aqui o problema torna-se um pouco mais delicado. A insuficiência venosa que causa o inchaço tem como origem nas veias das pernas ou dos pés, cujo sangue não está fluindo adequadamente. 

No entanto, isso acontece porque as veias podem estar com varizes. Elas podem uma série de causas:

  • origem genética;
  • excesso de peso;
  • sedentarismo;
  • uso de anticoncepcionais
  • idade avançada;
  • tabagismo;
  • sapatos e/ou calças apertadas.

O tratamento pode ser com o uso de medicamentos ou, em último caso, com cirurgias, mas isso apenas um médico poderá indicar.

Infecção nervosa

O inchaço nos pés também pode ser sinal de infecção nos nervos, resultando em síndromes como a PDCI ou a Síndrome de Guillan-Barré. Geralmente, as pessoas que apresentam estes quadros de polioneuropatia, tendem a ter os membros inferiores e braços com insensibilidade. Além disso, o diabetes também pode causar inchaço, devido ao alto nível de glicose no sangue.

 

Leia também:

– Diabetes infantil: como ela afeta as crianças e como evitá-la?

Doenças cardiovasculares 

O coração, o fígado e os rins, também favorecem o incômodo dos inchaços. Isso acontece em razão da retenção de líquido, sódio e água. Todos os três órgãos quando afetados por algum tipo de distúrbio, ocasionam o inchaço. Neste caso, os problemas podem ser mais sérios, já que apresentam risco de dor intensa, dificuldade para respirar e pressão alta.

Como evitar que os pés inchados?

Como vimos, os pés inchados podem ter várias causas, basta apenas estar atento a estes sinais. Para garantir que não piore a situação, algumas mudanças no seu estilo de vida podem ajudar a amenizar os sintomas. Além disso, uma alimentação mais natural, evitando o excesso de calorias, açúcar, sal e gorduras saturadas, pode ajudar bastante.

Tire alguns minutos por dia, com os pés levantados acima da linha do corpo para que o sangue possa fluir de volta ao coração, facilitando e desbloqueando a circulação. Além disso, alguns banhos de escalda-pés com receitas naturais funcionam muito bem para as dores em geral.

Caso os sintomas persistam, marque uma consulta com um especialista o quanto antes para investigar estes sinais.

 

Gostou deste artigo? Como você viu, os pés inchados podem ser um reflexo de outros problemas que estão acontecendo com o seu corpo. Um deles são as complicações relacionadas às artérias ligadas ao coração. Para ajudá-lo a se prevenir contra esse risco nós preparamos um guia completo sobre as doenças do coração mais comuns.

banner

Compartilhar