Pessoas com câncer X coronavírus: 5 dicas eficientes de prevenção!

Pessoas com câncer X coronavírus: 5 dicas eficientes de prevenção!
Compartilhe:

Uma das mais agressivas doenças – o câncer – costuma fazer um grande número de vítimas a cada ano. Para pessoas com câncer, a pandemia do novo coronavírus pode significar um desafio a mais a ser enfrentado.

Isso porque os tratamentos oncológico, embora eficazes, deixam o corpo mais frágil e vulnerável a doenças, como a Covid-19. Dentro do atual contexto, nada mais importante do que se proteger, certo?

Por isso, nós, da Santo Remédio, vamos mostrar neste artigo como pacientes oncológicos devem agir para se manter livres do novo coronavírus. Acompanhe!

Pessoas com câncer: o que fazer?

Antes de tudo, é importante explicar como se dá a transmissão do novo coronavírus. Afinal, muita gente ainda tem dúvidas sobre isso.

O contágio pelo novo coronavírus se dá por meio do contato com gotículas de saliva contaminadas. Uma pessoas doente, mesmo que não apresente sintomas, pode espalhar o vírus.

As gotículas podem se espalhar pelo ar por meio do espirro e tosse, e assim contaminar outras pessoas. Além disso, objetos contaminados podem ser uma via perigosa de transmissão.

Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS), disse que o novo coronavírus também pode ser transmitido pela fala.

Por causa das altas taxas de transmissão e da periculosidade da doença, diversos países adotaram medidas rígidas de segurança, como o isolamento social.

Pessoas com câncer, que fazem parte do grupo de risco, precisam redobrar os cuidados, para não correrem o risco de infecção. Veja a seguir nossas dicas!

1. Evite contato

Pacientes com câncer devem evitar contato com qualquer pessoa que tenha sintomas gripais e/ou que esteja em investigação para possível infecção pela Covid-19.

Deve também evitar contato com pessoas que estejam chegando do exterior ou entrando e saindo de casa com certa frequência. Mesmo que não apresentem sintomas, elas podem ser um agente transmissor do vírus.

Não deixe de conferir também:
– Alimentos para imunidade: o que comer durante o isolamento social?
Coronavírus, gripe e resfriado: como diferenciá-los?

2. Evite ambientes fechados e aglomerações

A mídia tem batido muito nessa tecla na tentativa de evitar mais casos da Covid-19. De fato, ficar em casa e longe de aglomerações é uma forma eficaz de prevenir o novo coronavírus.

Isso porque, como dissemos no início, a transmissão se dá de pessoa para pessoa, mesmo entre as assintomática (que não apresentam sintomas).

3. Evite qualquer contato físico

Parece exagero, mas um simples aperto de mão, beijo no rosto ou um abraço podem infectar uma pessoa pelo coronavírus.

Principalmente se a pessoa estiver saindo de casa e tendo contato com outras pessoas. Por mais estranho que seja, nada de cumprimentar com contato físico. A distância é a melhor maneira de prevenção.

4. Idas ao hospital só em casos urgentes

Consultas de rotina ou por casos leves precisam ser evitadas. Idas ao hospital somente em casos graves e urgentes, e ainda assim como o máximo de cuidado, como:

  • Uso de máscaras;
  • Menos contato físico possível;
  • Higienização das mãos com álcool em gel 70%;
  • Distanciamento de no mínimo 1 metro;
  • Ao retornar para casa, banho completo.

Essas medidas ajudam a evitar a contaminação pelo coronavírus e outros tipos de gripe mais comuns, como a influenza, por exemplo.

5. Higienização correta das mãos

Mesmo em casa, é importante realizar uma boa higienização. Mas como fazer isso? A higienização das mãos devem seguir algumas regrinhas básicas:

  • Molhe bem as mãos e use sabão entre os dedos, punhos, dorso, polegares e a parte de baixo das unhas;
  • Esfregue por no mínimo 30 segundos, em movimentos circulares e de vai e bem;
  • A higienização com álcool em gel 70% deve seguir as mesmas dicas.

Algumas perguntas e respostas esclarecedoras

Devo interromper o tratamento oncológico?

Em hipótese alguma você deve interromper o seu tratamento oncológico. Converse com o seu médico sobre a melhor forma de continuar realizando o seu tratamento sem correr riscos.

Como ficam as sessões de quimioterapia?

Interromper o tratamento deve ficar fora de cogitação. Caso apresente sintomas sugestivos de infecção pelo coronavírus, como febre, coriza, tosse seca e falta de ar, entre em contato imediatamente com o seu médico ou um procure um serviço de saúde.

Estou em tratamento de um câncer de mama, preciso ficar alerta?

Sim. Pessoas com câncer de mama, principalmente quem realizou cirurgia recentemente ou está em tratamento de quimioterapia e radioterapia, são considerados vulneráveis.

A orientação também vale para pacientes de qualquer outro tipo de câncer.

Este conteúdo tirou suas dúvidas? Esperamos que sim. Se você conhece mais pessoas com câncer, é só levar adiante o conhecimento que você adquiriu neste artigo. Não deixe de conferir também outros assuntos relacionados. Leia: Grupo de risco: 5 cuidados essenciais para evitar o Covid-19.

Compartilhar