Remédio natural? Descubra agora se ele pode fazer mal à sua saúde!

Potes com remédios naturais

Neste conteúdo, viemos esclarecer uma dúvida que, talvez assim como você, muitas pessoas também têm: remédio natural faz mal?

E para isso, vamos explicar primeiramente o que é o remédio natural e quais são suas diferenças para os medicamentos convencionais. Além disso, também exploraremos um pouco sobre o processo de produção dos convencionais. Veja!

O que é remédio natural?

Remédio natural ou remédio caseiro, é toda substância retirada da natureza e que não passa por uma indústria farmacêutica. Assim como os remédios tradicionais, ele é utilizado para a prevenção, tratamento ou cura de doenças.

Com o avanço da tecnologia, o remédio natural vem sendo utilizado com menor frequência pelas pessoas, principalmente na cidade grande. Esta mudança também se dá pela acessibilidade aos medicamentos, seja ele de referência ou genérico.

Uma das diferenças do remédio natural para os tradicionais, também é o seu nível de concentração. Por não passar por um tratamento na indústria farmacêutica, o remédio natural costuma conter vários tipos de substâncias. Além disso, concentra-os em uma quantidade variada, não sendo possível dosar precisamente na hora de ingerir.

Remédio natural faz mal?

A resposta é: depende. Não é porque o rótulo diz que o produto é 100% natural, que significa que ele é bom para você. Pois algumas substâncias da natureza podem ser tóxicas e podem fazer mal para a sua saúde.

Essa prática de se automedicar com remédio natural passa de geração a geração, pois “alguém disse que faz bem”. O que, talvez não faça e, pelo contrário, que venha te expor a algum risco. 

Não foi determinado chá que, especificamente, fez bem. Foi alguma substância, presente na matéria prima natural, que teve um efeito curativo. Por isso, as outras substâncias, talvez, nem tenham ajudado no resultado.

Pior, como comentamos anteriormente, estas outras substâncias podem ser tóxicas. Portanto, enquanto você tenta curar um mal, pode contrair outro. E isso explica o porquê de a ciência ter evoluído e criado medicamentos específicos para cada um caso.

Por isso, você pode questionar: Se hoje, existem medicamentos industrializados e feitos especificamente para tratar cada tipo de doença, por que então as pessoas ainda insistem em tratamentos com remédio natural?

A resposta para isso talvez seria: porque elas acreditam que – como comumente se fala – tudo que é natural é melhor. Porém, neste caso, pode ser que haja uma exceção. Para que isso faça sentido, entenda mais sobre os medicamentos convencionais.

Leia também:

Como são produzidos os medicamentos convencionais

Enquanto que, o remédio natural é feito rapidamente – com plantas, ervas e outros produtos da natureza – os medicamentos convencionais (industrializados) passam por um rigoroso processo de produção.

Desde a retirada da matéria-prima da natureza até a distribuição do medicamento produzido, é feito uma alta seleção do que está bom ou não para ser utilizado na produção ou consumido. 

E isso é feito por meio de protocolos, criados através de estudos e que comprovam a qualidade do material e isso evita que os medicamentos disponibilizados no mercado venham a ocasionar uma contaminação no organismo do consumidor

E como este processo é longo, não vamos detalhá-lo. Porém, vamos mostrar como o remédio natural fica em desvantagem em frente ao remédio manipulado e industrializado.

Seleção

Ao chegar, a matéria-prima é vistoriada, para atestar sua boa condição e, sendo aprovada, é pesada e armazenada, sem que entre em contato com outras substâncias – para evitar a contaminação cruzada.

Produção

Antes de serem transformadas em cápsulas ou comprimidos, as substâncias passam por um processo conhecido como “granulação”. Onde o pó é transformado em grânulos, que são prensados de acordo com a dosagem de cada medicamento.

Embalagem e identificação

O acondicionamento dos medicamentos é feito através de um processo automatizado e que segue requisitos internacionais de embalagem. Através destes cuidados, é possível evitar que medicamentos sofram contaminação em alguma etapa do processo.

Cada embalagem é identificada, tanto por fora quanto por dentro – com as bulas. Assim, tanto o médico quanto o paciente, sabem o que estão indicando e consumindo, respectivamente.

Todo medicamento é feito com elementos provenientes da natureza. Porém, assim que coletado, é feito a extração e separação das substâncias. Logo, serão utilizadas no futuro para fins específicos.

Recomendação médica

O médico é o especialista que pode recomendar remédios para o tratamento de qualquer doença. Por isso, sempre consulte ele antes de tomar qualquer remédio natural. Pois, assim será possível se medicar corretamente e evitar problemas com intoxicação.

E revisando, o remédio natural pode fazer mal porque: as substâncias não não separadas; pode ocasionar uma intoxicação; não é recomendada por médicos; não há controle de quantidade e qualidade.

Esperamos que tenha gostado de conhecer os riscos do remédio natural para a sua saúde! Talvez você queira ler agora: Anticoncepcional e antibióticos: saiba por que essa é uma combinação perigosa!

Compartilhar