3 coisas que você precisa saber sobre a telemedicina

Compartilhe:

A tecnologia faz parte do nosso dia a dia, trazendo diversos benefícios e aumentando as possibilidades de acesso a alguns serviços. Uma dessas possibilidades é a telemedicina. A modalidade já vinha ganhando força nos últimos anos e, com a pandemia de Covid-19, decolou de vez.

Essa modalidade torna os cuidados médicos mais acessíveis a qualquer hora e em qualquer lugar. 

Neste artigo você vai ler sobre os seguintes temas:

  • O que é a telemedicina?
  • Importância da modalidade para garantir a acessibilidade à saúde
  • Benefícios da telemedicina

 Ficou curioso? Continue a leitura e descubra mais sobre o assunto! 

 

Você também pode se interessar por: Importância da fisioterapia respiratória depois da Covid-19

 

O que é a telemedicina?

A telemedicina é um apoio que contribui para a prevenção, diagnóstico, monitoramento, tratamento de doenças, lesões e demais condições médicas.

Conceitualmente falando, a telemedicina é uma área médica que disponibiliza serviços a distância, promovendo cuidados com a saúde por meio da tecnologia. Neste formato, a assistência médica acontece de forma online, podendo ser acessada em computadores, celulares ou tablets, através da internet.

A modalidade se tornou um suporte muito importante para a medicina tradicional, já que por meio dela é possível promover uma inclusão maior, levando os cuidados médicos a locais distantes.

A telemedicina tende a ser um recurso primordial para a melhora do sistema de saúde e condições gerais de atendimento.

 

Leia também: Vacinas contra a Covid-19: o que sabemos sobre as aprovadas no Brasil?

 

Importância da telemedicina para garantir a acessibilidade à saúde

A  é importante porque se firma em quatro pilares: é segura, barata, prática e acessível.

A modalidade melhora significativamente os processos de consulta, reduzindo o tempo de operacionalização, custos para instituições de saúde e pacientes, além de diminuir riscos com o deslocamento.

A Telemedicina ajuda a cuidar dos pacientes que padecem com a falta de médicos, especialmente nas regiões interioranas. 

A pesquisa Demografia Médica de 2018, conduzida pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), com apoio do Conselho Federal de Medicina e Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), mostrou que existe uma desigualdade extrema na distribuição de médicos pelo país.

De acordo com o estudo, o número de médicos aumentou em 665,8% nas últimas cinco décadas. A população cresceu 119,7% durante o mesmo período. Se a distribuição fosse equilibrada, não faltariam médicos para a população.

Atualmente, metade dos médicos do país está concentrada em 39 cidades, todas com mais de 500 mil habitantes. Isso diminui drasticamente a assistência médica disponível para a população.

Por dispensar a necessidade de transporte, a telemedicina elimina barreiras geográficas e amplia o acesso a tratamentos de saúde. Cumprindo com o papel social da medicina.

banner-sedentarismo

 

Benefícios da Telemedicina

Além dos benefícios como segurança e redução de custos, a telemedicina ainda oferece diversas outras vantagens, como:

  • Atendimento remoto que diminui as distâncias;
  • Demandas automatizadas;
  • Inclusão e facilitação para o atendimento médico;
  • Fácil acesso e consulta de documentos por profissionais de saúde;
  • Dispensa a necessidade do prontuário impresso.

A tecnologia é uma grande aliada da medicina e nos dá a chance de progredir para a inclusão de todas as pessoas, aumentando os cuidados com a saúde e compromisso com o bem-estar.

A Santo Remédio tem paixão por cuidar de você e disponibiliza diversos conteúdos informativos. Confira a nossa Santa Dica!

 

Compartilhar