Vacinas para viajar: descubra quais delas não podem faltar antes de embarcar

Compartilhe:

Começo do ano é a época ideal para fazer aquela viagem de férias com os amigos ou família. Mas e quando o destino é internacional, você sabe se há necessidade de tomar vacinas para viajar?

Essa é uma dúvida comum para os viajantes que escolhem conhecer alguns países ou regiões, principalmente zonas rurais, florestas e todos os lugares de grande contato com a natureza. Dessa forma, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomenda que o viajante tenha sempre as vacinas em dia.

Pensando nisso, nós da Santo Remédio separamos algumas informações sobre vacinação para que você não tenha ”dor cabeça” antes do embarque. Saiba quais são as vacinas para viajar recomendadas para cada situação e aproveite o passeio!

A importância das vacinas para viajar

Que a vacinação é importante para prevenir doenças, a maioria das pessoas já sabe. Agora, por que as pessoas devem se vacinar quando viajam para outros países? Esse questionamento ainda é muito frequente para alguns turistas de primeira viagem.

Os cuidados com a saúde também são necessários na hora de viajar. Isso porque, para a entrada ou saída em países tropicais, principalmente, é recomendada ou mesmo obrigatória a vacinação contra algumas doenças.

A maioria dos países que exigem vacinas o fazem para precaver que visitantes tragam doenças, e não pelo fato da região apresentar algum risco de contaminação.

A exigência da imunização é uma forma dos países controlarem a disseminação de algumas doenças infecciosas. Então para não se contaminar e nem ser impedido de entrar no lugar de destino, é necessário verificar as exigências das vacinas para viajar.

Vacinas indicadas para quem vai viajar

Para cada destino escolhido, é feita uma recomendação personalizada, afinal cada país apresenta sua particularidade no que diz respeito às epidemias. Por isso, é necessário verificar o local de destino e sua especificidades.

Veja a seguir, algumas vacinas necessárias para viajar para o exterior:

  • Febre amarela;
  • Tétano;
  • Difteria;
  • Hepatites A e B;
  • Tríplice Viral (previne contra Sarampo, Caxumba e Rubéola);
  • Antirrábica (previne contra a raiva, doença transmitida geralmente pela mordida de cachorros, ratos e morcegos);
  • Febre Tifoide;
  • Meningite Meningocócica;
  • Poliomielite.

A vacina contra a Febre Amarela é a mais exigida nos países estrangeiros. Por se tratar de uma doença infecciosa grave e transmitida pelo mosquito Aedes aegypti (o mesmo da Dengue, Febre Chikungunya e Zika vírus), a prevenção é de extrema importância nas áreas de risco.

Não deixe de conferir também:

Imunização: Quais as vacinas não podem faltar para os idosos?
As principais doenças que podem ser evitadas pela vacinação
Saúde do bebê: a importância da vacinação durante a gravidez

Países e locais que recomendam a vacinação

Para ter as informações sempre atualizadas sobre as exigências de cada país a respeito da vacinação, consulte a página da Anvisa, no link Exigência de Viagem e selecione o país para o qual você deseja viajar.

Confira abaixo a relação de alguns países e suas respectivas exigências de vacinação para viagem internacional:

  • Países da Ásia, cidades litorâneas e cidades sem saneamento básico exigem comprovação da vacina contra a Hepatite A;
  • Países da América do Sul, incluindo o Brasil, e África é obrigatório a vacina contra a Febre Amarela;
  • Na Índia é recomendada a vacina antirrábica;
  • No sul do Saara e também na cidade de Meca na Arábia Saudita, a vacina é obrigatória para Meningite Meningocócica;
  • Índia e Paquistão exigem a vacina contra Poliomielite.

Orientações sobre a vacinação

Para tomar as vacinas antes da viagem é preciso ficar alerta com alguns detalhes para que o medicamento faça o efeito desejado e que todos os comprovantes necessários estejam aprovados para embarcar sem problemas. Confira a seguir:

Como tomar

Geralmente, as vacinas podem ser aplicadas em postos de vacinação ou em clínicas particulares, como a vacina contra a Febre Amarela, que pode ser tomada gratuitamente em dose única, com validade para vida toda.

Além de tomar a vacina, é necessário ter o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP). Este documento nada mais é do que uma carteira de vacinação internacional e com ele, o viajante pode comprovar a imunização contra doenças estabelecidas no Regulamento Sanitário Internacional (RSI).

Atualmente, somente a Febre Amarela consta no RSI. Isso significa que os países podem solicitar o comprovante de vacinação contra febre amarela como requisito de entrada de visitantes estrangeiros.

Quem tiver como destino ou conexão países que exigem comprovante de vacinação precisa providenciar a emissão do CIVP. Para ter mais orientações, acesse o site da Anvisa.

Quando tomar

De modo geral, a recomendação da Anvisa é que qualquer vacinação seja realizada de seis a oito semanas antes da viagem e, no máximo, 4 semanas antes.

E as viagens nacionais?

Já, as viagens dentro do Brasil,é recomendada a vacina da Febre Amarela para todas áreas de floresta e rios, principalmente nas regiões Norte e Nordeste devido às condições climáticas do lugar.

Contudo, é fundamental que todos os viajantes brasileiros mantenham as vacinas atualizadas, de acordo com os calendários de vacinação do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde. Os postos de saúde oferecem vacinas eficazes e gratuitas.

Agora com essas informações importantes sobre as vacinas para viajar, você já pode fazer as malas e desfrutar de ótimos momentos no destino escolhido.

Mas antes, que tal saber mais sobre vacinação. Acesse nosso conteúdo gratuito:

Compartilhar