Saúde da criança: por que respeitar o calendário de vacinação?

Saúde da criança: por que respeitar o calendário de vacinação?

Por mais que sejamos cuidadosos com a saúde, nem sempre estamos completamente imunes às ações de agentes infecciosos. Por isso, o Ministério da Saúde – MS realiza periodicamente campanhas de vacinação, visando a proteção da população. E quem não pode deixar de tomar as vacinas são as crianças, pois fazem parte dos grupos de risco, ou seja, são mais propensas a se infectar.

Ainda assim, muitas pessoas deixam de comparecer aos postos de saúde para atualizar a carteira de vacinação dos filhos. Nesta matéria, nós, da Santo Remédio, vamos explicar por que as vacinas são tão importante para a saúde da criança. Confira!

O que quer dizer grupo de risco

O grupo de risco tem a função de selecionar quais pessoas precisam de atenção imediata com a saúde. Em linhas gerais, essas pessoas já possuem alguma doença que pode se agravar ou são mais vulneráveis às infecções, principalmente por vírus.

No caso das crianças, assim como os idosos, recebem essa classificação por terem um sistema imunológico mais suscetível a contágios.


Não deixe de conferir também:

Por que a Vacina BCG é tão importante para o bebê?

A vacina contra a poliomielite ainda é necessária?


Mitos prejudicam a saúde da criança

Embora as campanhas de vacinação sejam claras quanto ao seu objetivo, muitos pais deixam de vacinar as crianças. A maioria coibidas por acreditarem em mitos e fakenews, geralmente propagadas pelas redes sociais.

No entanto, os riscos da não imunização das crianças são verdadeiros e comprovados. No próximo tópico você vai ver quais doenças são prevenidas.

Doenças preveníveis por imunização

O Brasil é referência mundial em vacinação e o Sistema Único de Saúde (SUS) garante à população brasileira acesso gratuito a todas as vacinas recomendadas pela Organização mundial da Saúde (OMS). Veja as principais doenças evitadas com a vacinação:

 

  • Poliomielite

 

Doenças contagiosa provocada por vírus e caracterizada pela paralisia súbita geralmente nas pernas. A transmissão ocorre pelo contato direto com pessoas ou ainda pelo contato com água e alimentos contaminados.

 

  • Coqueluche

 

Também conhecida como tosse comprida, é uma doença infecciosa, que compromete o aparelho respiratório e se caracteriza por ataques de tosse seca. É transmitida por tosse, espirro ou fala de uma pessoa contaminada. Em crianças apresenta-se de forma mais grave e pode levar à morte.

 

  • Sarampo

 

Doenças contagiosa causada por um vírus que provoca febre alta, tosse, coriza e manchas avermelhadas pelo corpo. É transmitida de pessoa para pessoa por tosse, espirro ou fala, principalmente em ambientes fechados. Em crianças pequenas abre portas para pneumonia e diarreias e pode levar à morte.

 

  • Rubéola

 

Atinge principalmente crianças e provoca febre e manchas vermelhas na pele, começando pelo rosto, couro cabeludo e pescoço, se espalhando pelo tronco, braços e pernas. É transmitida pelo contato direto com pessoas contaminadas.

Saúde da criança: por que respeitar o calendário de vacinação?

Este conteúdo foi útil para você? Agora que já explicamos a importância da vacinação para a saúde da criança, não deixe de atualizar a carteirinha dos seus filhos. Ah, não deixe de conferir o nosso guia de vacinação. Baixe GRATUITAMENTE clicando aqui!