Importância da fisioterapia respiratória depois da Covid-19

A doença respiratória mais complexa, conhecida até o momento, deixa sequelas na atividade mais básica, natural e automática para a nossa existência: a respiração. Entre as marcas que a Covid-19 deixa no organismo, está a dificuldade de respirar e exige cuidados como a fisioterapia respiratória até para quem desenvolveu a forma leve da doença.

Para te ajudar a entender como devem ser os cuidados pós-Covid, é só continuar a leitura do artigo que nós elaboramos para você. Confira!

Você pode se interessar também por:

– Covid na gravidez: conheça x impactos e como conduzir o pré-natal

Sequelas da Covid-19 para o corpo

O novo coronavírus entra no organismo e causa todos aqueles sintomas que já estão amplamente disseminados e você já conhece. A doença se instala e, quando o vírus cumpre seu propósito, sai do corpo deixando um rastro que pode comprometer a saúde da pessoa de forma definitiva.

Ainda há muito o que descobrir e estudar, mas o que se sabe é que as sequelas da Covid-19 atingem o cérebro, coração, rins, e é claro, os pulmões, órgão preferido da Sars-CoV-2. Por isso, eles tendem a demorar mais tempo para se recuperar.

A doença causa uma inflamação persistente, que compromete o funcionamento do pulmão. As cicatrizes no órgão, chamadas de fibroses, ocasionam sintomas como menor resistência com a prática de atividade física, cansaço leve e até alterações em exames.

Esses sintomas podem variar o grau e a permanência de acordo com a forma desenvolvida da doença. Pessoas que apresentaram quadros severos, naturalmente precisarão de mais cuidados após a alta que as pessoas que manifestaram a forma leve. 

Isso acontece porque, na batalha do corpo contra o vírus, acontece uma tempestade inflamatória – que são substâncias defensoras produzidas em excesso e que acabam danificando o organismo.

Temos uma Santa Dica sobre esse assunto. Clique abaixo para entender mais sobre o assunto.

Por que fazer fisioterapia respiratória é necessário?

Tanto para o tratamento durante a Covid-19 quanto para a recuperação da saúde, a fisioterapia respiratória é essencial para o restabelecimento pleno do funcionamento dos pulmões. Em palavras mais simples: ele precisa aprender a trabalhar sozinho de novo.

Para que isso seja possível, a fisioterapia respiratória evita complicações de saúde que decorrem de uma respiração insuficiente. Assim como recuperar o pulmão e a capacidade motora de quem já se curou de doenças como bronquite, tuberculose e, agora entrou na lista, da Covid-19.

O movimento feito serve para melhorar o fornecimento de oxigênio para o organismo e liberar as vias aéreas de eventuais secreções presentes nessas áreas.

Como funciona a fisioterapia respiratória?

Os exercícios são direcionados por um fisioterapeuta especializado e podem ser feitos em casa, com ou sem o auxílio de equipamentos – facilmente encontrados em lojas de artigos médicos. 

Confira alguns exemplos de fisioterapia respiratória:

1. Deitado

Deite em uma superfície inclinada de modo que os pés fiquem mais elevados que o tronco. Essa posição é ótima para eliminar secreções. E respire fundo.

2. Sentado

Sente em uma cadeira segurando uma bola ou bastão em frente ao corpo. Ao inspirar, levante a bola com as mãos, no nível acima da cabeça. Ao expirar, retorne a bola ao centro do peito.

3. Em pé

Em pé, com os pés juntos, estique os braços para a frente com as mãos juntas. Inspire profundamente pelo nariz e vá abrindo os braços em direção à lateral do corpo. Traga os braços de volta à posição original enquanto libera o ar pela boca. 

Recomendações

Não tenha pressa enquanto realiza os exercícios; 

Se mantenha hidratado;

Eles podem ser repetidos de 5 a 10 vezes;

Consulte sempre um fisioterapeuta para indicar a melhor estratégia para o seu caso.

Gostou deste conteúdo? No artigo você viu que a fisioterapia respiratória é um tratamento essencial para recuperar plenamente a saúde dos pulmões e a qualidade de vida das pessoas que tiveram Covid-19

Compartilhar